Manaus,
×
Manaus,

Os 25 anos da Casa de Criadores

Porta de entrada para grandes personalidades da Moda nacional, evento retornou na primeira semana de julho com novos (e clássicos) nomes e marcas para celebrar a data


Após dois anos em formato digital, a Casa de Criadores (CDC) voltou presencialmente para completar os 25 anos de existência com a edição 50 do evento que, neste ano, aconteceu entre 6 e 10 de julho no Super Loft, localizado no bairro da Sé, em São Paulo (SP).

Com mais de 30 desfiles presenciais, que também foramtransmitidos ao vivo pelas mídias oficiais da Casa de Criadores, ainda houve dois desfiles virtuais pelo site da CDC. Estilistas veteranos como Ellias Kaleb, Rober Dognani e Vicenta Perrotta apresentaram seus trabalhos autorais, assim como novos nomes, dentre eles Sillas Filgueira, Woolmay Mayden, Pedra e Alexei.

Bastidores da CDC Edição 50 (Foto: Mila Cavalcante/ @agfotosite)

Bastidores da CDC Edição 50 (Foto: Mila Cavalcante/ @agfotosite)

Estreando em desfiles presenciais, vimos as marcas Nalimo, Guma Joana, Yebo, Monica Anjos, Vou Assim, Berimbau, Leandro Castro e Felipe Caprestano. O evento ainda marcou a volta dos estilistas Felipe Fanaia e Filipe Freire, e teve patrocínio da Abrapa, Santista, Baer-Mate e do movimento Sou de Algodão.

Desafio

Com a finalidade de promover Moda responsável e o consumo consciente, a iniciativa da Abrapa encabeçou o 2º Desafio Sou de Algodão + Casa de Criadores, concurso em que oito participantes de todo o Brasil disputaram uma vaga no lineup da CDC e um prêmio no valor de R$ 30 mil.

Coleção Aurora, de David Lee, na Edição 50 da CDC (Foto: Marcelo Soubhia/ @agfotosite)

A vaga valerá para a próxima edição da Casa de Criadores, prevista para acontecer em novembro, onde o vencedor poderá desfilar suas criações junto a nomes já revelados pela edição anterior do desafio, como Ateliê Fomenta, Mateus Cardoso, Dario Mittmann e Rodrigo Evangelista.

Linda quebrada <3

Nome por trás do stylist de artistas expressivas e representativas da atualidade, como Karol Conká e Linn da Quebrada, Dario Mittmann é paranaense de 25 anos que segue seu caminho se consolidando no mercado nacional da Moda. Destaque da CDC, foi ele quem assinou o visual da capa do álbum recente de Glória Groove, o “Lady Leste”, além de reunir um portfólio invejado de artistas que já procuram pelo seu olhar elegante e sensual.

Coleção Serotonina, de Dario Mittmann, na Edição 50 da CDC (Foto: Marcelo Soubhia/ @agfotosite)

Ellias Kaleb para a Edição 50 da CDC (Foto: Marcelo Soubhia/ @agfotosite)

Quadros ambulantes

Seguindo a ideia de que os corpos são obras de arte e, por isso, também podem ser quadros ambulantes, Ellias Kaleb apresentou uma coleção viva, com fluidez, sem gênero e cheia de formas. Esta é a oitava vez consecutiva que a marca desfila como convidada na Casa de Criadores, e não fez feio.

Desfile de Mônica Anjos na Edição 50 da CDC (Foto: Marcelo Soubhia/ @agfotosite)

Moda que fala

No desfile de Mônica Anjos, a indígena Sônia Guajajara cedeu o corpo para unir-se à estilista em um único grito por justiça. Usando seu próprio cocar e um sobretudo com os nomes de Dom Philips e Bruno Pereira, Sônia foi o grande destaque da coleção intitulada “Manifesto”, que também representou outros gritos oprimidos, como os dos povos originários que estão se extinguindo e da juventude negra.

A Casa de Criadores é uma ótima escola para todos que estão envolvidos no cenário nacional da Moda. Jornalistas podem estudar e aprofundar seus conhecimentos, estilistas podem criar à vontade e ousar sem medo, modelos iniciantes e experientes têm contato com conceitos ancestrais, e tendência é vista aos montes para a felicidade dos Hunters. Só nos resta desejar vida longa à CDC!

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão . Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =