Manaus,
×
Manaus,

Que mundo é o nosso?

Queria uma explicação. Queria paz. Quero um pouco de calma.


MAIS E MAIS SOBRESSALTOS. OREMOS

De uns tempos para cá, a angústia tornou-se constante. Uma tragédia sucede a outra, se dó e nem piedade. Pela minha lembrança – coisas do Covid – estávamos nos recuperando da pandemia quando veio a guerra da Rússia contra a Ucrânia. Pensei: não, gente, isso vai passar. Qual nada. Durando até agora e, sem mais, chuvas no sul do Brasil, a estiagem aqui no Norte, deixando muita gente na penúria. Os terremotos em Marrocos, na Turquia, Síria e mata milhares. A guerra do tráfico na Bahia e no Rio de Janeiro. Homens matam três médicos, na orla da Barra carioca, porque ‘se pareciam com outras pessoas’, (que estão vivas, certamente). Eis que acordei com a guerra do grupo terrorista Hamas contra Jerusalém, assassinando milhares de civis. Inclusive brasileiros. Estamos presenciando a agonia do resgate de brasileiros que querem sair daquele horror. Gente, não me imagino vivendo sem água, como estão alguns municípios do Amazonas, como não aguentaria a claustrofobia de um bunker. Olhar parentes mortos e não ter aonde enterrar os entes-queridos. Que planeta é o nosso? Segundo um amigo, Luppi Pinheiro, diante de tudo isso, aconselhou: “é tempo de vigiar e de orar”. Sim. Seguindo o conselho.

FRASE DE TERÇA

OS BANCOS CENTRAIS NÃO JOGAM GASOLINA NO FOGO” – ARMINIO FRAGA – “ACHANDO QUE OS JUROS AMERICANOS NÃO VÃO SUBIR AGORA, MESMO COM AS GUERRAS. OREMOS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão . Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =