Manaus, 18 de janeiro de 2022
×
Manaus, 18 de janeiro de 2022

Dança e Felicidade

Sentados bem pertinho do palco, dava para ver o rostinho feliz e o jeito leve e concentrado com que minhas filhas dançavam. Eu, meu marido Durval e a maioria do público presente também esboçavam uma alegria contagiante. Parecíamos anestesiados, tomados por uma sensação de bem estar.

Em cena, bailarinos em flow, comprometidos com uma entrega espetacular para uma plateia fã que gritava a cada novo passo, cada troca de luz e ao som de uma trilha sonora envolvente, tocante e muito inspiradora.

(Foto: Morgana Rodrigues Fotografia)

Assim foi nosso final de semana, leitores, tomado de emoções positivas durante a apresentação do espetáculo O rei do show, da escola de dança Backstage. E enquanto escrevo, revivo o sentimento, cheia de orgulho, admiração e respeito pelo trabalho conduzido com crianças e jovens, especialmente durante uma pandemia.

Dançar traz muitos benefícios a nossa saúde física, inegável. Protege o sistema imunológico, libera hormônios do prazer (endorfina, serotonina, dopamina, noradrenalina, para citar alguns), além de inibir estresse. Durante uma aula, há muita atenção envolvida e um conjunto de atividades acontecendo ao mesmo tempo, memorização de coreografias, marcação de ritmo, controle dos movimentos… como se conseguíssemos o tão falado foco no momento presente, desviando de preocupações e ansiedades. Para quem gosta, pratica e se identifica com essa arte, uma experiência de transcendência.

Contamos ainda com aumento de interação e integração social. Dançar pode aumentar sua estima e autoconfiança.

(Foto: Morgana Rodrigues Fotografia)

No campo mental, igualmente importante. Ajuda no bem estar e gera felicidade. E pessoas mais felizes, mais humanas e mais produtivas.

Desenvolver a musicalidade e/ou a expressão corporal ainda na educação infantil é essencial. A criança entende e reconhece melhor o próprio corpo, explorando suas potencialidades e limitações, de espaço, tempo e até de lateralidade.

Valores positivos como tolerância, solidariedade e coletividade são estimulados e quanto mais cedo você inicia, melhores as chances de você transformar em hábito.

Mais? Estimula a circulação sanguínea, corrige problemas posturais, trabalha a memória, raciocino lógico e a timidez.

(Foto: Morgana Rodrigues Fotografia)

Parabéns para as minhas dançarinas e todos bailarinos que nos fizeram sonhar, viajar e vibrar na noite do dia 11 de julho.
Gratidão para os professores e direção da escola que ensinam a essência da dança.

Deixo aqui meu abraço carinhoso para o talentoso Marcelo Mourão que possivelmente concorde que a dança o faz bem mais feliz.

E para a Nega que, assim como eu, é mãe que entende que a arte da dança é combustível para uma vida com mais bem estar.

“Perdido seja para nós aquele dia em que não se dançou nem uma vez!” Friedrich Nietzsche

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão . Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code