Manaus, 2 de dezembro de 2021
×
Manaus, 2 de dezembro de 2021

Entrevistas

Dione Carvalho tem a força!

Ele entrou rastejando, carregando um escudo, para surpresa da elite que estava no recinto, vendo a diplomação dos vereadores de Manaus. O vereador luta pelas crianças cardiopatas


Seria mais uma pessoa a receber o diploma de vereador, se não entrasse rastejando, porém, o gesto, do então diplomado Dione Carvalho, não chamou a atenção como deveria. A ideia era mostrar a luta, pela sobrevivência, das crianças cardiopatas. O PortalMazéMourão entrevistou o parlamentar amazonense, de 39 anos, eleito com 3.921 votos, “sem recursos, sem compra de votos,  somente o reconhecimento do trabalho social que realizamos há 16 anos na Associação de Pais e Amigos de Crianças Cardiopatas-AM (APACC)”, informou. Leia as causas e lutas do vereador.

PORTALMAZÉMOURÃO – Qual o motivo de ir rastejando, para receber o diploma de vereador, na solenidade de diplomação?

DIONE CARVALHO –Aquilo representa como as causas das crianças cardiopatas são com muita luta, como que rastejando para vencer suas lutas.

PMM – O que significa o escudo?

DC – O escudo representa o meu papel como defensor dos mais fracos. Sabe, quando tentamos ajudar pessoas com dificuldades, em especial crianças indefesas, que foi o trabalho da Associação de Pais e Amigo de Crianças Cardiopatas (APACC), nesses 16 anos, temos que ser um escudo para elas. Muitos se sentem muito pequenos diante do Estado e precisam de alguém para ajuda-las.

O já diplomado vereador Dione Carvalho e o escudo de defensor das crianças cardiopatas do Amazonas

PMM – O senhor é amazonense?

DC – Sim, sou da terra! Prata da casa! Tenho 39 anos e fui eleito com 3.921 votos! Sem recursos, sem compra de votos! Somente com o reconhecimento do trabalho social que realizamos há 16 anos.

PMM – Qual o motivo do senhor abraçar essa causa?

DC – Sabe, há 16 anos a minha filha nasceu com uma cardiopatia eu passei por um dos períodos mais difíceis da minha vida. Tive que lutar por ela, que passou 8 meses 28 dias em coma. Eu dormi na grama do hospital, dia e noite, enfrentei tudo e todos. A minha filha se tornou a primeira criança cardiopata a conseguir se operar por meio de uma ordem judicial. Desde então nunca mais parei! Fiz um juramento que, se minha filha fosse salva, eu ajudaria tantas outras crianças Deus me permitir ajudar. Minha filha Rafaeli tem hoje 16 anos. Obrigado ao Juiz Rafael Romano. Espero poder fazer mais pelas crianças cardiopatas.

PMM – Além do escudo da APACC, quais suas outras propostas?

DC – Tenho muitas propostas. Propostas que não se iniciaram agora, já fazem parte do meu trabalho, muito antes de ser vereador. Sempre achei que todas as pessoas têm que ter acesso a atendimento de saúde, com diagnóstico precoce e tratamento digno.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code