Manaus, 4 de julho de 2022
×
Manaus, 4 de julho de 2022

Entrevistas

O prêmio de “Superação”


O filme “Superação”, escrito pela jornalista amazonense Ana Célia Costa, é um dos vencedores do Concurso de Cinema Feminino da Arezzo. Dirigido por Suzana Pires, o filme conta a história de uma mulher batalhadora, que almeja reconhecimento no mercado profissional e na vida pessoal. Em breve a Arezzo irá divulgar a data de lançamento aqui na capital amazonense.

Para conhecer a trajetória da escritora, da produção e participação do concurso,  acompanhe a entrevista exclusiva que deu para o Portal Mazé Mourão.

 

Foto: a escritora Ana Célia, a atriz Julie Nakayama e a diretora Suzana Pires

 

PORTAL MAZÉ MOURÃO: Quando foi o início e o encerramento do Concurso?

Ana Célia COSTA: O resultado do Concurso de Cinema Feminino da Arezzo foi divulgado no final de setembro. O tema foi o Protagonismo Feminino. Nesse processo foram escolhidos 5 roteiros representantes de cada região do Brasil. Após as escolhas dos roteiros, a Suzana Pires nos informou por chamada de vídeo de surpresa sobre os resultados.Fui logo em seguida para o Rio de Janeiro para passar uma temporada de workshops no Instituto Dona de si, que é da Suzana.
O workshop incluiu desenvolvimento humano, talk com a showrunner de Hollywood Katie Elmore (que já ganhou 2 Emys), workshop nos Estúdios Globo, mentoria com roteiristas da Globo (dos programas Zorra e Escolinha do Professor Raimundo). Tudo para entendermos o processo de produção de uma série/novela/programa após sair do papel.
O Instituto Dona de si com total apoio da Arezzo fez as filmagens dos nossos filmes em uma semana. Todas as filmagens foram realizadas em uma casa em Santa Teresa. O diferencial é que a Suzana Pires fez questão de ter uma equipe de filmagem formada por maioria feminina. É a primeira vez que isso acontece no mercado Audiovisual.

Como é o nome do Filme, é um curta ou longa metragem, como foi realizada a produção?

O filme do qual sou autora se chama “Superação”. É um curta-metragem. É a história da Mariana, que é uma bailarina de Parintins (AM). Ela relata os desafios que uma mulher enfrenta para conseguir oportunidade no mercado de trabalho, desafios, amores, desamores e seus desejos sexuais.

Em quanto tempo foi realizado a gravação, produção e a finalização do filme?

Esse período teve duração de 3 semanas. Cada filme foi gravado em um dia.

Como ficou sabendo do Concurso Arezzo Juntas ? E quando foi divulgado o resultado?

Eu soube do Concurso pelo Twitter da Suzana Pires. Quando vi, sabia que ia ganhar. Eu coloquei isso no papel e escrevi a história do filme “Superação” em poucas horas. Foi quase uma iluminação, uma entidade. A história da personagem Mariana veio para subverter! A Mariana é cadeirante, ela não é doente. É uma mulher que passa por todos os desafios que todas as outras mulheres nessa sociedade machista. Além disso, a Mariana enfrenta os desafios de mostrar que estar na cadeira de rodas não é doença. Ela têm paixões, tristezas comuns, desejos sexuais. Tudo!

Quando aconteceu o lançamento e a primeira estreia do filme ?

O lançamento foi na última quarta-feira (30), no Espaço Itaú Cinema, em São Paulo. Agora, a Arezzo está divulgando também em todas as plataformas digitais da marca.

O lançamento foi magnífico com toda a estrutura preparada pela Arezzo. Teve muitos convidados. Entre eles, Paulo Betti, Marina Lima e Dadá Coelho.

Como é a sensação de ter um trabalho seu reconhecido?

É primoroso! A Suzana Pires e a Arezzo me deram a oportunidade de ter uma história que eu escrevi filmada por uma equipe maravilhosa do mercado Audiovisual. Pessoas que transformam, que dão forma àquilo que um dia eu escrevi no meu computador. Ver meu filme em uma sala de cinema lotada foi emocionante!!
Eu sou empreendedora e trabalho com Redes Sociais há 10 anos em Brasília, São Paulo e Vitória. Estou com 35 anos e tinha deixado de lado o meu sonho de trabalhar com Audiovisual. Agora, a Suzana me acordou que eu sou roteirista e não posso deixar isso de lado. Vou conciliar minha empresa com estudos/projetos de Cinema e TV.

Sou amazonense e nesse concurso eu fui a vencedora representante da região Norte. Faço questão de levar o nome do nosso Amazonas para onde eu for. Outro destaque que eu quero dar é o agradecimento ao meu pai, Sérgio Costa. Ele é quem sempre acreditou em mim. Sem ele eu não sou nada!!

Quais são os projetos profissionais futuros?

Eu sou jornalista. Sou escritora e no dia 12 de novembro vou publicar meu segundo livro em Brasília, o “Redes Sociais – Anatomia do Conteúdo”.

Também estou com meu terceiro livro pré-pronto. É uma literatura fantástica na qual me inspirei nos jogos de RPG, que eu participava na época da faculdade.

A arte sempre fez parte da minha vida, mas graças à Suzana Pires eu acordei que sou uma roteirista. Ela deixou bem claro que não ia nos ensinar a escrever. Ela está nos acelerando pra que possamos mostrar nosso trabalho e aumentar a representividade feminina no mercado Audiovisual.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code