Manaus,
×
Manaus,

EI, DEIXA EU TE FALAR

A espontaneidade e o carisma de Lucas Guedez; não ri

Para o povo lindo que o assiste e o adora, que não o adora, mas assiste também


Ele não completou um milhão de seguidores recentemente, não, né? Pois posso confirmar: são mais de um milhão e cem mil seguidores, no Instagram, os vídeos mais icônicos e engraçados produzidos na quarentena, com direito a perucas, dublagens e muita dança. O Lucas Guedez (ou, Lu Guedez, para os seguidores mais íntimos), chegou de mansinho e conquistou todo mundo.

Não ri dele fazendo o sensual (Foto: Juliana Figueiroa)

Seu forte é o humor. Assistir aos seus stories é certeza de risada garantida. Além de tudo, a boneca grandona (como ele mesmo se intitula), transmite – pela tela do celular, uma energia muito boa ao mostrar seu cotidiano.

Atualmente morando com sua amiga Gessica Kayane, tem sido acordado das maneiras mais inusitadas possíveis e cravado uma guerra constante com o chuveiro. Afinal, quarentena é pijama o dia inteiro, né? Como segue o bordão, eu poderia pedir para vocês não rirem, mas com ele é impossível.

Rodrigo Guimarães: Você contou nos seus stories, que antes de bombar como Influenciador Digital, você trabalhava com recreação infantil. Como aconteceu essa mudança de profissões?

Lucas Guedez: Eu trabalhei com recreação infantil por mais de sete anos, amava aquilo e sinto uma saudade até hoje. Foi uma fase da minha vida incrível, que me preparou para estar trabalhando com o público hoje! Não fazia parte dos meus planos essa mudança, até porque quando saí dessa profissão, eu decidi fazer um curso para comissário de bordo, onde me formei, mas cabei não querendo seguir carreira (descobri, que tinha medo de andar de avião, não ri). Realmente as coisas foram acontecendo naturalmente, comecei a fazer um pouco de stories, meio tímido ainda, até que fui me soltando ao longo do tempo, daí quando vi: BUM, tinha acontecido e hoje estou aqui para a felicidade de muitos hahaha.

RG: Você costuma compartilhar viagens, momentos importantes e boa parte do seu dia nas redes sociais, sempre com muito bom humor. Qual o termômetro para decidir o que mostrar e o que deixar guardadinho só pra você?

LG: Putz. Isso eu estou aprendendo até hoje. Graças a Deus tenho grande amigos que já estão na internet há mais tempo, então eles acabam me ajudando nisso. Já cheguei a postar coisas sem pensar e logo apaguei, mas hoje testou mais ligeiro e sempre fico atento com as notícias, ou me preparo antes de falar. Mesmo assim sempre rola um grande cuidado antes qualquer postagem.

Quem tem viagem internacional no currículo, é ele (Foto: Reprodução/Instagram)

RG: São memes, vídeos com perucas maravilhosas, danças inusitadas, e challenges de fazer qualquer um passar mal de rir. Da onde você tira tanta inspiração?

LG: Eu não me emocionei com essa pergunta, não, né?! Meu deus, passou um filme na minha cabeça. Então, minha maior inspiração é o Marcus Majella, nossa, que pessoa incrível. Provavelmente ele não saiba disso (obvio, pq nunca contei), ele até me seguiu no Instagram, foi um grande surto, inclusive, mas nunca tive coragem de chamar ele na DM hahaha. Ele me ajudou a quebrar muitas barreiras e a partir daí comecei a usar peruca, dançar e fazer dublagens.

RG: Muitas vezes o Instagram serve como refúgio da realidade. Como você se sente sabendo que alegra o dia de tanta gente que te acompanha?

LG: Meu coração explode de felicidade em saber, que isso alegra muita gente. Eu sempre fui assim meio idiota, palhaço, adorava fazer graça para os meus amigos do colégio e ODIAVA ver alguém triste. Até hoje sou assim na verdade, então lá no fundo eu sempre soube, que essa era minha função aqui no mundo. Demorei para entender? Demorei. Mas hoje estou aqui e isso me encher de prazer. Só de saber que ajudo muitas pessoas, ganho meu dia. Então me sinto preenchido, essas pessoas me dão muito carinho.

Uma foto é uma foto (Foto: Reprodução/Instagram)

RG: Que a quarentena pegou todo mundo de surpresa, isso é um fato, e logo você foi morar com sua grande amiga Gkay. Como tem sido passar esse período com ela e ser acordado das maneiras mais inusitadas possíveis?

LG: Hahahaha. Odeio quando ela me acorda com som alto, mas isso é o de menos. Na verdade, eu subi para conhecer o apartamento novo dela e acabei ficando até hoje. Graças a Deus para nos dois tem sido uma salvação nessa quarentena. A gente se agradece todos os dias por estamos juntos no meio desse caos todo. Nós nos ajudamos muito, trocamos muitas experiências. A Gkay pra mim é praticamente uma professora, pois ela me ensina demais. Tanto no nosso meio de trabalho como na vida também!

RG:O mundo passa por um momento muito delicado e muitas vezes a cobrança por posicionamento de Influenciadores Digitais é grande. Como você trata essa questão?

LG: Eu procuro SEMPRE estudar qualquer assunto antes de gravar. As pessoas pedem nossos posicionamentos porque elas sabem o tamanho do alcance, que temos para ajudar outras pessoas. As vezes o nível de cobrança é muito grande, mas no meu caso, e como deveria ser o de muitos influenciadores por aí, eu estudo mesmo qualquer notícia antes de falar. Quando falo estudar é pegar várias notícias, pesquisas, vídeos, filmes e etc.

RG: O mundo pós quarentena. Como Lu Guedez espera que seja?

LG: Eu só espero ver um mundo com muito mais amor e respeito, que as pessoas estejam se cuidando e que elas estejam bem com elas mesmas. Porque nessa quarentena acho, que deu tempo suficiente para as pessoas conseguiram cuidar mais delas, da mente, principalmente. Então, só espero ver o mundo inteiro mais feliz, e mais consciente!

Encontre o humorista nas redes sociais: @lucasguedez

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

1 Comentários

  1. Silva Responder

    Fazem matéria do Blogueiro Vinicius Oliveiirax

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 6 =