Manaus,
×
Manaus,

‘Bolsa Terapia’ já!


Antes de continuar o assunto que dá título a este escrito, permita-me apresentar-me. Sou Bruno Mazieri, tenho 36 anos, jornalista (de formação, por favor!), aquariano com ascendente em escorpião e, a partir de agora, passo a ser colaborador do ‘Portal da Mazé’, comandado pela minha amiga e eterna editora Mazé Mourão.

(Ilustração: Bpinto)

(Ilustração: Bpinto)

Pois bem, se eu tivesse a chance de sugerir algo ao novo governo, sem dúvida, seria a criação do ‘Bolsa Terapia’. Não é de hoje que tenho a percepção, talvez leiga (ou não), de que todo mundoem algum momento da vida precisa de terapia. E acredito, também, que muito do que estamos vendo e vivendo diariamente seria evitado se as pessoas tivessem um psicólogo ou um psicanalista para chamar de seu.

Esclareço que me incluo nesse debate e visto a camisa da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). Já tive duas psicólogas, a mais recente foi a Isadora Ferreira que, a propósito, é sensacional e merece todo o meu carinho. Aliás, já peço desculpas aqui pelos meses de ausência. Preciso voltar às minhas sessões urgentemente!

Enfim, toda vez que um amigo vem desabafar sobre algum assunto mais… ‘cabeludo’, por assim dizer, sugiro terapia. E não por nada, mas acredito que esses profissionais são essenciais na resolução das neuras que já vêm com a gente desde a maternidade, e também na questão do nosso senso crítico.

Por exemplo, foi na terapia que descobri a origem da minha fobia de palhaços, que o ódio nem sempre resolve as coisas e que o egoísmo não é esse ‘bicho de sete cabeças’ que os pais criam para que sejamos forçados a dividir não apenas brinquedos ou alimentos, mas nossas particularidades. Ah, foi nela também que aprendi a dizer ‘não’ e, desde então, minha vida mudou para melhor.

E antes que me falem dos famosos e ‘milagrosos’ coaches, principalmente aqueles que povoam os anúncios do Instagram, acredito que a regra é clara: cada macaco no seu galho! Um psicólogo ou um psicanalista jamais poderá ser substituído quando o assunto são nossas neuras, medos, dores e traumas.

Portanto, fica a dica: ‘Bolsa Terapia’ por um país melhor. E nada desse discurso de ‘não sou doido para fazer terapia’. Qualquer pessoa que busque melhorar enquanto ser humano pode se beneficiar de algumas (várias) sessões. Cuidar de si é tão importante quanto cuidar do outro. Pense nisso!

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão . Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × dois =