Manaus,
×
Manaus,

Saúde

Vacina contra a dengue será destinada a 12 municípios do Amazonas

Divulgação foi realizada pelo Ministério da Saúde


A vacina contra a dengue será destinada a 12 municípios do Amazonas, de acordo com anúncio feito, nesta quinta-feira (25), pelo Ministério da Saúde. A iniciativa visa fortalecer as medidas de prevenção e controle da dengue, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. A previsão do é que as vacinas sejam aplicadas a partir de fevereiro.

fvs-rcp_vacina-dengue_foto-divulgacao-fvs-rcp

Foto: Divulgação/FVS-RCP

No Amazonas, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas, aguarda previsão de data para recebimento da remessa de imunizantes, incluindo a quantidade a ser enviada.

“A vacina é uma ação estratégica no enfrentamento à dengue. Diante do recebimento das doses, as vacinas serão distribuídas aos municípios mediante o agendamento realizado pelas Secretarias Municipais de Saúde”, ressalta a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim.

Conforme o Ministério da Saúde, as seguintes cidades do Amazonas vão receber vacina contra a dengue: Manaus, Iranduba, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Barcelos, São Gabriel da Cachoeira, Careiro, Nova Olinda do Norte, Manaquiri, Santa Isabel do Rio Negro, Autazes e Careiro da Várzea.

Esses municípios integram a região Manaus, entorno e Alto Rio Negro, área de saúde que atende análise da equipe do Ministério da Saúde para recebimento das doses. Serão vacinadas as crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos. O esquema vacinal será composto por duas doses, com intervalo de três meses entre elas.

Prevenção e monitoramento

No Amazonas, foram registrados 11.641 casos de dengue no Amazonas em 2022 e 16.930 casos de dengue em 2023. Em janeiro de 2024 (até dia 25), foram registrados 4.469 casos de dengue no Amazonas. Em janeiro de 2023, foram registrados 3.362 casos.

A FVS-RCP segue enfatizando as medidas preventivas contra a dengue, destacando a eliminação de criadouros ao evitar água parada que possa favorecer a disseminação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de arboviroses, como a dengue.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × dois =