Manaus,
×
Manaus,

Saúde

Saúde alerta para prevenção de acidentes por animais peçonhentos

Estado apresenta redução de casos no comparativo entre os primeiros trimestres de 2023 e 2024


Apesar de serem mais comuns durante o período chuvoso no Amazonas, os acidentes causados por animais peçonhentos são registrados ao longo de todo o ano. No comparativo entre os primeiros trimestres de 2024 e de 2023, há redução de 23% nos casos. Contudo, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), recomenda cuidados para prevenir acidentes por animais peçonhentos.

fvs-rcp_animais_peconhentos_fvs-rcp_foto_antonio_lima-secom

Foto: Antonio Lima/Secom

No Amazonas, foram registrados 3.863 casos de acidentes por animais peçonhentos de 2023 e 2024, sendo 3.152 casos registrados em 2023 (de janeiro a dezembro) e 711 casos apenas nos três primeiros meses de 2024 (de janeiro a março). Para efeito comparativo foram registrados 928 casos de acidentes por animais peçonhentos de janeiro a março de 2023.

“Dependendo do tipo de animal, os casos podem agravar. O período chuvoso está diretamente ligado ao deslocamento de animais, como serpentes, aranhas e escorpiões. Essa redução em acidentes por animais peçonhentos é importante, mas é preciso reforçar as medidas preventivas E, em caso de acidentes, procurar atendimento médico imediatamente”, alerta a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim.

A FVS-RCP orienta, ainda, que, em caso de acidente por animal peçonhento, a população identifique, se possível, o animal causador, o que facilitará o tratamento médico adequado em unidade de saúde mais próxima.

Tipos de peçonhentos

Nos principais tipos de animais envolvidos nos acidentes, em 2024, no Amazonas, destacam-se casos por serpentes (444), escorpiões (113) e aranhas (55). Entre os outros animais envolvidos nesse tipo de ocorrência estão abelhas e lagartas.

“As serpentes são adaptáveis e podem ser encontradas em uma variedade de habitats, desde florestas densas até áreas urbanas. É fundamental que a população esteja atenta e adote medidas preventivas para evitar esses acidentes”, ressalta Elder Figueira, responsável pela Vigilância Ambiental da FVS-RCP.

Como prevenir

A FVS-RCP enfatiza a importância de medidas preventivas para evitar acidentes por animais peçonhentos no Amazonas. Entre as principais recomendações, estão:

– Manutenção de ambientes limpos e organizados: Evitar o acúmulo de entulhos, materiais de construção e lixo, que podem servir como abrigo para animais peçonhentos;

– Utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs): Em áreas de risco, como florestas, sítios e áreas rurais, é essencial o uso de botas, luvas e perneiras para evitar picadas e mordidas;

– Atenção ao vestuário: Ao vestir roupas e sapatos que estiveram guardados por longos períodos, é importante verificar se não há presença de animais peçonhentos;

– Inspeção periódica em residências e áreas de convívio: Realizar vistorias frequentes em quintais, jardins e ambientes domésticos para identificar e remover possíveis abrigos de animais peçonhentos.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × dois =