Manaus,
×
Manaus,

Saúde

RespirAR capacita 50 profissionais em pilates solo e mobilidade articular

Curso habilitou os participantes de fisioterapia, educação física e estagiários a aplicar técnicas de fortalecimento muscular


O Programa RespirAR, visando a ampliação e o enriquecimento de suas práticas terapêuticas e no combate ao sedentarismo, capacitou seus colaboradores para pilates solo e mobilidade articular. O curso ocorrido no sábado (2), foi oferecido para 50 profissionais de fisioterapia, educação física e estagiários do programa.

sedel-curso-de-capacitacao-respirar-4-foto-julcemar-alves-sedel

Foto: Julcemar Alves/Sedel

“Ao investir na capacitação dos nossos profissionais, estamos não apenas enriquecendo o nosso quadro de colaboradores, mas também assegurando que a comunidade se beneficie de abordagens terapêuticas mais eficientes e humanizadas”, disse o secretário de Estado do Desporto e Lazer (Sedel), Jorge Oliveira.

Essa capacitação habilitou os participantes a aplicar técnicas de fortalecimento muscular e melhoria da mobilidade articular, utilizando recursos como bolas, bastões e o peso do próprio corpo, adaptados a diferentes grupos musculares e segmentos corporais.

“Com a atualização dos métodos, conseguimos realizar atividades com objetos simples, como dinâmicas de rotação de tronco com bastões, ou de passar uma bola para o lateral. Trabalharmos a parte de coordenação motora, agrega psicologicamente na questão de interagir com outras pessoas. Então o pilates vem agregando na evolução do corpo e da mente”, falou Gabriel Pontes, membro do RespirAR.

Ao oferecer este curso de capacitação, o objetivo do Projeto RespirAR é oferecer serviços ainda melhores para a população. A ideia é que, com mais conhecimento e técnicas novas, os profissionais possam atender as pessoas de maneira mais completa e personalizada. Isso significa que o projeto poderá ajudar mais gente, de variadas formas, melhorando a saúde e o bem-estar geral da comunidade.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − treze =