Manaus,
×
Manaus,

Saúde

Governo do Amazonas articula ampliação da oferta de cirurgias eletivas no estado

A inclusão do Hospital Universitário Getúlio Vargas no Plano Nacional de Redução das Filas foi um dos assuntos tratados


A secretária de Estado de Saúde (SES-AM), Nayara Maksoud, reuniu-se, nesta quarta-feira (24), com a direção da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Recebeu do vice-presidente da entidade, Daniel Gomes, a sinalização positiva para o atendimento à principal demanda apresentada: incluir o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) no Plano Nacional de Redução das Filas de Cirurgias Eletivas, Exames Complementares e Consultas Especializadas (PNRF).

reuniao-secretaria-da-ses-nayara-maksoud-e-direotria-da-ebserh_foto-divulgacao-ses-3

Divulgação SES-AM

Isso representa mais recursos federais, por meio do Ministério da Saúde, o que, somado ao aporte do Governo do Estado, permitirão aumentar a capacidade de atendimento aos pacientes da rede de saúde.

“A articulação com a EBSERH foi importante para que esse encaminhamento ocorra a curto prazo e, assim, possamos ampliar o acesso da população às cirurgias, principalmente, ginecológicas, de hérnia e vesícula, que possuem grande demanda no Estado”, afirma a secretária.

A reunião ocorreu em Brasília, na sede da EBSERH, empresa pública vinculada ao Ministério da Educação, responsável pela administração do HUGV, em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O hospital realiza atendimentos de média e alta complexidades, recebendo pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Na reunião, Nayara Maksoud também apresentou à entidade propostas para potencializar os serviços oferecidos pelo HUGV, de forma que o hospital possa atuar com a sua capacidade total. “Um dos encaminhamentos é a reformulação do contrato que existe hoje entre a EBSERH e o Governo do Amazonas, visando à potencialização da oferta de serviços do hospital”, enfatizou Nayara Maksoud.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + cinco =