Manaus,
×
Manaus,

Saúde

Campanha de Vacinação contra a Influenza inicia no Amazonas

A antecipação do calendário vacinal para novembro é um pleito do governador Wilson Lima atendido pelo Ministério da Saúde


A Campanha de Vacinação contra a Influenza no Amazonas iniciou, nesta segunda-feira (13), e segue até 15 de dezembro para públicos prioritários. A antecipação da campanha para novembro, normalmente realizada no primeiro semestre, é um pleito antigo do governador Wilson Lima, atendido pelo Ministério da Saúde, em razão do período de chuvas na região Norte. No total, foram enviadas 1,5 milhão de doses de vacinas para o estado.

Antonio Lima / Secom

Oficialmente, a abertura da campanha aconteceu no Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente – Caic+ Alberto Carreira, bairro Compensa, zona oeste de Manaus, com a presença do secretário de Saúde, Anoar Samad. No estado, a coordenação é da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) que, por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), distribui as doses aos municípios.

“Isso é um momento histórico no Amazonas. A vacinação contra a gripe no Brasil, sempre foi no mês de maio. Só que isso para a gente não tinha tanto valor epidemiológico porque em nosso caso, quando você vinha vacinar, as pessoas já tinham adquirido a gripe, devido à nossa sazonalidade. O governador Wilson Lima teve duas vezes com a ministra da saúde, Nísia Trindade, tivemos também na Casa Civil, e conseguimos adiantar em seis meses, com a ajuda também do Conselho Nacional de Secretários de Saúde”, explicou o secretário de Saúde, Anoar Samad.

Anoar Samad pontuou os benefícios para a saúde das pessoas com a antecipação da vacinação. “Vamos diminuir a circulação do vírus, e isso é muito importante; diminuir os casos de gripe e suas complicações, como as internações e as pneumonias e, principalmente, diminuir o número de óbitos porque gripe mata. Então, os mais perigosos são justamente os grupos de risco, que são esses grupos que estão na nota técnica do Ministério da Saúde para que iniciemos essa vacinação”.

Antonio Lima / Secom

Para a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, é importante a população aproveitar a campanha para se imunizar contra a influenza. “Recebemos 1,5 milhão de doses para serem distribuídas pelos 62 municípios. Lembrando que, a partir de 6 meses de vida até 6 anos, e depois são os grupos prioritários, como idosos, população indígena, trabalhadores da saúde, professores tanto do ensino básico como do ensino superior, e a força de segurança. Vacinem-se e protejam-se”.

Imunização

A autônoma Artenísia Alves, 32, levou a filha para ser vacinada, e enfatizou a importância da imunização. “É importante a vacina para a saúde da criança, pois toda criança vacinada é uma criança com saúde”.

A servidora pública Michelle Monique, 38, também levou a filha ao Caic+ para ser vacinada. “Desde os primeiros meses e dias, temos que fazer a vacinação e aproveitar que é gratuito para a gente. Eu digo aos pais para que não percam e tragam as suas crianças, pois isso é saúde para toda família, e é muito bom ver as nossas crianças saudáveis e sorrindo”.

Antonio Lima / Secom

Campanha na região Norte

A partir do ano de 2023 a Campanha de Vacinação contra Influenza na região Norte será realizada no 2º semestre, no decorrer do mês de novembro. A proposta da campanha é trabalhar de acordo com o microplanejamento elaborado pelos municípios, com a identificação dos grupos prioritários, organização das estratégias e controle da 1ª e 2ª doses.

A oferta da 1ª dose está destinada nesse primeiro momento para crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (após parto até 45 dias), trabalhadores da saúde, professores do ensino básico e superior, povos indígenas, idosos com 60 anos ou mais, profissionais das forças de segurança e salvamento e das Forças Armadas, pessoas com deficiência permanente e caminhoneiros.

A vacinação contra a influenza é uma das medidas de prevenção mais importantes para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir para a redução da circulação viral na população, especialmente, nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é atender 90% de cada um dos grupos prioritários.

As infecções por Influenza estão associadas aos períodos de maior umidade, que caracterizam sua sazonalidade. No Amazonas, a sazonalidade ocorre no período chuvoso, correspondendo aos meses de novembro a abril, com esperado aumento no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Estado do Amazonas.

As doses foram armazenadas no Centro de Imunobiológicos do Amazonas, na FVS-RCP, e estão sendo distribuídas aos municípios do estado mediante retirada programada pelas Secretarias Municipais de Saúde, junto à coordenação estadual do Programa Nacional de Imunização.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =