Manaus,
×
Manaus,

Cinema

Cineteatro Guarany inicia as aulas da 2º Atividade Motivacional Cinematográfica

A programação permite uma imersão completa no universo cinematográfico. O curso é gratuito e ainda restam algumas vagas


Com o objetivo de fomentar a criatividade nas produções cinematográficas de iniciantes a artistas locais, o Cineteatro Guarany, anexo a Vila Ninita, na avenida Sete de Setembro, recebeu nesta quarta-feira (22), a primeira aula da 2º edição da “Atividade Motivacional Cinematográfica: a organização e a produção da obra do filme. A literatura como base da obra fílmica”, ministrada pelo cineasta e fotógrafo Wander Luís. O projeto é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

cultura_atividade-motivacional-cinematografica2_marcely-gomes

Foto: Marcely Gomes/Secretaria de Cultura e Economia Criativa

O espaço, que já foi palco de diversas obras cinematográficas nacionais e internacionais, proporcionou uma nostalgia nas referências clássicas da cinematografia no mundo. A proposta inicial foi entender como se constrói um curta-metragem, longa ou filme.

O instrutor do curso, e também cineasta Wander Luís, apresentou o objetivo do projeto cultural que está na sua 2º edição. “A nossa proposta é inspirar e motivar as pessoas a refletirem sobre o cinema, a obra cinematográfica e suas próprias aspirações na produção de filmes. Desde a mensagem que desejam transmitir, o contexto social, filosófico e espiritual que desejam contar em suas obras”, disse.

O cineasta aborda sobre a importância da programação das primeiras semanas do curso, que serão mais teóricas, focadas em entender as produções e seus contextos, especialmente para uma geração que não está familiarizada com os clássicos do cinema, como Hitchcock, Spielberg e os filmes da era de ouro de Hollywood.

“Isso se aplica também à literatura, onde temos uma rica gama de obras, desde a mitologia grega até a literatura brasileira, como “O Auto da Compadecida” de Ariano Suassuna, que nos ajudam a entender como adaptar e nos inspirar em obras”, explica Wander.

Durante a aula foi exibido uma breve história do cinema, perpassando pelos “Irmãos Lumière” – Auguste e Louis Lumière, que inventaram o cinematógrafo, sendo pioneiros na exibição de imagens em movimento. Também foram exibidos trechos de filmes da literatura, como: A Lista de Schindler (1993) e O Exorcista (1974). Wander destacou a importância da expressão dos atores em cenas de drama, alegria e terror, enfatizando o poder do olhar do ator na transmissão das emoções.

Foi realizada, ainda, uma dinâmica na qual os participantes do curso destacaram características como, a entrega dos atores, a composição das imagens, enredo e emoção como aspectos que mais chamam atenção em um filme.

Rodrigo Castro, 17, cursando o último ano do ensino médio, soube do curso pelas redes sociais e devido a seu interesse na área, decidiu participar para estudar de uma forma mais técnica. “Acabei me aprofundando muito mais no mundo do cinema, principalmente na parte analítica que usamos para entender cada método de atuação e criação de uma cena”, comenta Rodrigo, expressando o interesse em se tornar um produtor audiovisual no futuro.

A estudante de cinema, Jéssica Motta, 33, relembra sua participação na primeira edição da atividade, quando era iniciante e não tinha experiência atuando. “Nesta edição, algumas coisas são diferentes, como a produção de um roteiro, é uma coisa que gosto muito, até mesmo por que eu já possuo roteiros em casa e já estou trabalhando nisso”, revela Jéssica, que participou de obras como ‘Nannie’ e ‘Amizade Perigosa’, além de reunir produções autorais em seu canal no YouTube.

Ainda restam vagas 

O curso tem duração de 90 horas, ao todo serão 30 aulas distribuídas ao longo de três meses e as aulas serão realizadas quatro vezes por semana (nas terças, quartas, quintas e sextas-feiras), das 14h às 17h, no Cineteatro Guarany. Ainda há vagas disponíveis para inscrição, que são gratuitas e realizadas no Portal da Cultura (cultura.am.gov.br).

Neste sábado (25), às 18h, também no Guarany, acontece a segunda edição da “Mostra de Filmes de Artistas Iniciantes e Independentes”. Na programação, serão exibidos 14 curtas-metragens de nove realizadores diferentes: Wander Luís, Junior Anselmo, Roberto Hades, Lucas Melkids, Lucas Aviz, Hebrom Campos, Erismar Fernandes, Juan Lopes e Ericles Henrique. A atividade é gratuita.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + doze =