Manaus,
×
Manaus,

Educação

Educa+Amazonas

Governador do Estado destaca projetos para elevar qualidade da educação no Amazonas


O governador Wilson Lima destacou as ações do “Educa+Amazonas” durante encontro com o ministro da Educação, Camilo Santana, na quarta-feira (27). O “Educa+Amazonas” foi lançado em 2021 e é formado por 13 projetos prioritários que reforçam, entre outras iniciativas, o ensino de um segundo idioma, o ensino voltado para a sustentabilidade e o acesso a novas tecnologias.

secom-projeto-educa-foto6-alex-pazuello

Foto: Alex Pazuello/ Secom

Camilo esteve em Manaus para lançar o Programa Federal Pé-de-Meia, que irá beneficiar mais de 105 mil alunos do Amazonas, sendo 74,6 mil alunos da rede estadual. O evento ocorreu no Centro de Convenções Vasco Vasques, zona centro-sul de Manaus.

Por meio do “Educa + Amazonas”, o estado ampliou o Ensino Bilíngue para estudantes da rede estadual. Atualmente 10 escolas ofertam o ensino de um segundo idioma, atendendo 6,4 mil alunos com o ensino de Inglês, Espanhol, Francês, Japonês e Tukano (escola indígena). Somando os 1 mil contemplados do projeto Jovem Bilíngue, o Estado beneficia 7,4 mil alunos com a oferta de ensino de um segundo idioma.

De acordo com Wilson Lima, o trabalho é fruto do comprometimento do governo com a Educação, visando o futuro desses alunos no mercado de trabalho e no impacto que a formação de profissionais qualificados pode trazer para o desenvolvimento econômico do estado.

“A Educação pública tem avançado. A nossa equipe da Secretaria de Educação tem se empenhado muito para que a gente possa implementar programas como Jovem Bilíngue. O estado do Amazonas é referência nacional. Tudo isso é resultado do comprometimento e do entendimento que temos sobre a importância da educação. Da mesma forma que a gente tem implementado os laboratórios Makers, e tem feito um esforço para garantir o passe livre estudantil”, disse o governador.

secom-projeto-educa-foto5-alex-pazuello

Foto: Alex Pazuello/ Secom

Outra novidade anunciada pelo governador Wilson Lima neste ano, é um projeto que está em fase de elaboração pela Secretaria de Estado de Educação para a oferta de cursos intercâmbios aos estudantes da rede estadual. A proposta, que terá a parceria com embaixadas e outras instituições, deverá levar alunos da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio, de escolas com ensino bilíngue, para países de línguas inglesa e espanhola, por exemplo.

O sonho do aluno Sérgio Miguel, da Escola Eliana Socorro Pacheco Andrade, no Lago Azul, é ser jornalista. O jovem iniciou os estudos na Língua Inglesa este ano e enxerga como uma oportunidade para a profissão que pretende exercer no futuro.

“Desde sempre eu estive sendo criado por políticas públicas. Eu também participo do programa ‘Jovem Bilíngue’, que é uma iniciativa do governo do estado. É uma oportunidade muito boa porque os alunos precisam aprender outros idiomas. Muito importante também no mercado de trabalho”, disse o aluno.

secom-projeto-educa-foto4-alex-pazuello

Foto: Alex Pazuello/ Secom

Sobre o “Educa+Amazonas”

O programa “Educa+Amazonas” reúne 13 projetos contemplando quatro eixos prioritários definidos pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto. São eles: recuperação da aprendizagem; qualificação e reconhecimento dos profissionais da educação; preparação do estudante para o futuro; e meio ambiente e sustentabilidade.

Espaço Maker

Os laboratórios oferecem equipamentos para o aprendizado de robótica, programação, impressão 3D, eletrônica, produção de áudio e vídeo, marcenaria e produção artística, ampliando o conhecimento dos alunos em diversas áreas.

São 83 salas do tipo entregues em escolas da rede, beneficiando aproximadamente 54 mil alunos, na capital e no interior. São 40 Espaços Makers na capital e 43 no interior. Somente no início do ano letivo de 2024, foram 32 Salas Maker inauguradas com investimento de R$ 10,9 milhões do Estado.

Educação e sustentabilidade

Com aproximadamente R$ 5 milhões em investimentos, a primeira unidade da Escola da Floresta já está com 80% de obras concluídas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, em São Sebastião do Uatumã (a 247 quilômetros de Manaus) e deverá ser entregue ainda no primeiro semestre de 2024.

A Escola da Floresta busca ampliar o olhar sobre a Educação Ambiental a partir de modelos de sustentabilidade socioambiental, com o desenvolvimento de tecnologias apropriadas. Outras três também estão previstas: uma na Área de Proteção Ambiental (APA) Caverna do Maroaga, em Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros da capital); outra na RDS Piagaçu Purus, em Beruri (a 173 quilômetros de Manaus); e uma recém-anunciada em parceria com a iniciativa privada em Carauari (a 788 quilômetros da capital).

Passe Livre

Além do “Educa+Amazonas”, Wilson Lima tem possibilitado o Passe Livre Estudantil, uma luta histórica dos estudantes da rede pública. A gratuidade no transporte público atende 170 mil alunos das redes estadual e municipal de educação. O Estado já repassou ao Município de Manaus, R$ 258,2 milhões desde janeiro de 2022, quando iniciou a vigência do primeiro convênio. Somente para 2024, o valor do repasse é de R$ 120 milhões.

CNH na escola

O “CNH na Escola” tem como objetivo atender alunos do Ensino Médio da rede pública estadual oferecendo, de forma gratuita, aulas de legislação de trânsito.

As aulas são ministradas pelos profissionais do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) ao longo dos 3 anos do Ensino Médio. Quatro escolas receberam o projeto piloto e 138 alunos concluíram o curso em 2023.

Sobre o Pé-de-Meia

O programa do Governo Federal deve beneficiar até 105 mil estudantes do ensino médio no Amazonas, sendo 74,6 mil apenas da rede estadual. A iniciativa é um incentivo financeiro, na modalidade de poupança, para promover a permanência e a conclusão escolar de estudantes matriculados no Ensino Médio público.

O Pé-de-Meia?prevê pagamento de R$ 200 mensal, que podem ser sacados a qualquer momento. Além disso, R$ 1 mil serão depositados ao fim de cada ano concluído, mas esse valor só poderá ser retirado após a conclusão do Ensino Médio. Todos os incentivos serão pagos em conta poupança aberta automaticamente pelo Governo Federal no nome do estudante.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =