Manaus,
×
Manaus,

Educação

Estudantes amazonenses são premiados em evento internacional de Ciência & Tecnologia

Os alunos foram credenciados para participar de feiras científicas em Pernambuco e na Rússia


Dois projetos desenvolvidos por alunos do Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) José de Araújo Rodrigues, em Codajás (a 240 quilômetros de Manaus), foram premiados na Expo Milset Brasil 2024, maior evento de Ciência & Tecnologia voltado para estudantes de ensino Fundamental, Médio, Técnico e Superior, que ocorreu no período de 27 a 31 de maio, em Fortaleza (CE).

educacao_projeto-yba_arquivo-pessoal

Equipe projeto Ybá (Foto: Socorro Taveira/Arquivo Pessoal)

O evento aconteceu no Hotel Oásis Atlântico e contou com a presença de docentes do Centro Universitário UniFanor Wyden, responsáveis por avaliar os projetos apresentados pelos alunos. Na ocasião, além dos brasileiros, também participaram coordenadores escolares do México, Colômbia, Paraguai, Chile e Peru.

A gestora do Ceti José de Araújo Rodrigues, professora Socorro Taveira, comemorou o reconhecimento dos projetos e agradeceu o apoio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar. “O Ceti, com sua equipe de professores e pedagogos, e com o apoio da Secretaria de Educação, vem promovendo esse protagonismo juvenil e permitindo a participação efetiva em eventos dessa magnitude”, afirmou.

Com o projeto Ybá, que trata da fabricação de produtos naturais e sustentáveis como forma de expressar valores culturais, os estudantes Werveson Mikael da Silva Lima, Janaína Araújo Magalhães e Emily Amélia da Silva Pereira, foram premiados e credenciados para participar da Feira Milset Vostok, na Rússia. O evento ocorrerá em agosto de 2025.

De acordo com os participantes, o objetivo do projeto é promover a conscientização ambiental, a educação científica e a sustentabilidade, por meio da produção de tintas naturais, utilizando recursos naturais locais, enquanto estimula o espírito investigativo e científico nos alunos.

”Tenho certeza que essa experiência vai ser única. Já foi incrível representar o Amazonas em outro estado, imagine em outro país, sabe? Poder levar um pouco do nosso conhecimento e também fazer um resgate da cultura indígena, que é também um dos objetivos do nosso projeto”, relatou a estudante Janaína Araújo Magalhães.

educacao_projeto-ecofiltro_arquivo-pessoal

Equipe projeto Ecofiltro (Foto: Socorro Taveira/Arquivo Pessoal)

Outro projeto premiado, denominado “Ecofiltro”, foi desenvolvido pelos alunos Myckael Nascimento Braga, Murilo Braga Santos e Tiago Paixão de Lima, e trata da construção de um filtro com carvão ativado da casca de mandioca, que serve para purificar as águas do Rio Solimões. Os estudantes foram credenciados para participar da Feira Nordestina de Ciência Tecnologia (Fenecit), que acontece em Recife (PE), de 8 a 12 de outubro de 2024.

Segundo os estudantes, o projeto tem como objetivo desenvolver um filtro de água eficaz na purificação, capaz de remover impurezas de forma satisfatória e sustentável, ou seja, preservando o meio ambiente. No “Ecofiltro”, é utilizado carvão ativado de material orgânico da casca de mandioca (Manihot esculenta Crantz), visando melhorar o acesso à água segura em comunidades vulneráveis e, assim, contribuindo para a promoção da saúde pública.

Os dois projetos foram orientados pela professora Elzilene Aquino de Araújo, nas áreas de Ciências Exatas e da Terra e Engenharia, respectivamente. No total, 157 projetos foram expostos nesta edição do Milset Brasil.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =