Manaus, 18 de janeiro de 2022
×
Manaus, 18 de janeiro de 2022

Chegou o fim da Fenty?

O Grupo LVMH e a empresária Rihanna anunciaram a suspensão das atividades da marca de luxo com base em preocupações de mercado

Com menos de dois anos após o estrondoso lançamento da Fenty, marca de roupas e itens de luxo criada pela Rihanna, o Grupo LVMH, que gerencia os ativos da brand junto com a cantora e empresária, anunciou uma pausa nas atividades da vertente ready-to-wear, ou “pronto para vestir” em português, alegando preocupações econômicas e mercadológicas.

Rihanna em lançamento de coleção da Fenty, em 2020 (Foto: Dimitrios Kambouris/ Bergdorf Goodman para Getty Images)

A etiqueta de RiRi, como é carinhosamente chamada pelos fãs, já lançou peças, maquiagens, calçados e acessórios que são verdadeiros itens de desejo ao redor do mundo. Apesar disso, em sua última coleção de roupas, a Fenty não conseguiu cumprir a missão de “acessibilidade” prometida pela cantora – isso levando em consideração o mercado internacional porque, aqui no Brasil, a desvalorização do real e a grande quantidade de impostos fazem um moletom de 300 dólares custar a bagatela de mais de 7 mil reais (Farfetch).

Como todos sabemos, a pandemia ainda gerou crises em diversos setores da economia dos países, sendo o mercado da Moda um dos mais afetados em todo o mundo. Nesse cenário, o LVMH viu o lucro de 2020 representar apenas um terço do que foi arrecadado em 2019, o que gerou incertezas e desconfianças em todos os negócios do conglomerado.

Cantora Lizzo desfilando para SAVAGE X FENTY (Foto: Amazon/ Getty Images for Savage X Fenty)

Rihanna ao final do desfile da SAVAGE X FENTY (Foto: Amazon/ Getty Images for Savage X Fenty)

Entretanto, as outras linhas da Fenty não devem sofrer cortes ou reduções, como a vertente da marca voltada aos cosméticos (Fenty Beauty), cuidados com a pele (Fenty Sknin) e lingeries (Savage X Fenty). O Grupo LVMH fez questão de reafirmar o compromisso e a prioridade com estes negócios da marca, todos com sede nos EUA.

Ainda que a coleção de roupas da Rihanna enfrente uma pausa – que nós não sabemos de quanto tempo vai ser –, o site Business of Fashion apurou que a gigante L Catterton pretende investir diretamente na linha de lingeries da cantora, com um aporte de 100 milhões dólares, valor este que deve ajudar a Savage X Fenty a se expandir.

Rihanna em lançamento da Fenty Beauty (Foto: Kevin Mazur para Getty Images)

O Fila A não acredita que este vá ser o ponto final da história da Fenty, criada com tanta garra pela Rihanna. É nítido o quanto a cantora trabalha na força marca e faz de tudo para que ela seja a mais inclusiva e o mais representativa possível. O que pouca gente sabe é que histórias assim não acabam com uma breve pausa. Por isso, desejamos bem ventos para a Fenty, e que logo ela volte a nos surpreender com mais coleções inspiradores, porque é isso o que nós esperamos da Moda na atualidade.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão . Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code