Manaus,
×
Manaus,

Teatro

Espetáculo ‘Tempestade em Copo D’Água’

A obra será apresentada às margens do Rio Negro no dia 23 de março


O espetáculo ‘Tempestade em Copo D’Água’ será apresentado às margens do Rio Negro, na Comunidade Três Unidos, às 19h, no dia 23 de março de 2024. A peça teatral encerra as atividades educativo-culturais do Projeto Gari e será encenada a céu aberto, por jovens ribeirinhos e indígenas. Conheça a produção.

ensaio-projeto-gari-foto-divulgacao

(Foto: Divulgação)

Adriano Rodrigues, coordenador do Projeto Gari, explica que o espetáculo é direcionado a um público que não tem muito acesso a essa forma de expressão artística.

“O teatro na floresta é para agricultores, pescadores e artesãos que se identificarão com os sonhos e os desejos dos personagens. São pessoas que residem em comunidades rurais e que estarão representadas por seus filhos, cônjuges e pais. Um espetáculo feito por eles e para eles”, afirma.

A peça foi produzida por jovens que moram em comunidades do Rio Negro. No palco, eles vão atuar e cantar suas histórias, seus sonhos e seus desejos. A apresentação conta com cenário, figurino e música ao vivo.

Esta sessão especial do espetáculo tem o patrocínio do Instituto Alair Martins (IAMAR) e apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), do Instituto de Pesquisas Ecológicas (Ipê), da Fundação Amazônia Sustentável e do Restaurante Sumimi.

cenografo-juca-di-souza-foto-divulgacao

(Foto: Divulgação)

Sinopse

A peça narra a história de Juma, um jovem que vive um dilema: casar ou sair da comunidade onde mora para conquistar o mundo. Antes de decidir, ele acaba magoando todos ao redor, incluindo a noiva, Moema.

Assista ao trailer do espetáculo aqui.

Enredo

Vitória Dinis e Mateus Campos, moradores do Alto Rio Negro, são os autores do texto, adaptado para o teatro por Adriano Rodrigues.

Vitória Dinis fala sobre características da noiva, interpretada por Geovana Barbosa. “Ela quer viver um amor de princesa, aquela vida romântica com seu noivo, ter uma família grande. Só que ela acaba descobrindo que a vida não é como ela imagina”, conta.

Com histórias entrelaçadas, o espetáculo apresenta elementos da cultura caboclo-ribeirinha do Rio Negro, como a Festa do Divino.

Figurino por Maurício Duarte

O estilista Maurício Duarte assina o figurino do espetáculo. Indígena do povo Kaixana, o estilista foi o primeiro amazonense a assinar uma coleção na São Paulo Fashion Week, maior semana de moda da América Latina, em 2022. Ele também esteve em Nova York (EUA), onde apresentou uma coleção.

Maurício celebrou o reencontro com as raízes do Amazonas ao conhecer o projeto de perto. “O meu trabalho é um encontro e esse encontro é sempre feito com alguém que vai se identificar com o que eu estou fazendo. E quando eu vim conhecer o elenco do espetáculo a gente teve essa troca”, ressaltou.

Cenário Orgânico e Natural

Se o teatro é na floresta, o conceito vem da própria natureza. E foi esse cenário natural que inspirou o projeto cenográfico feito especialmente para o espetáculo. A apresentação será a céu aberto, com o palco posicionado às margens do rio.

Por questões logísticas, o cenógrafo Juca di Souza utilizou materiais da própria comunidade, entre eles: madeira, fibra e telas.

“A cenografia não podia ser alheia à comunidade. A minha pesquisa buscou materiais do próprio local, que tivessem uma estética orgânica e estabelecessem um diálogo muito mais íntimo, muito mais próximo com o que são os atores e com o que é a comunidade”, relata.

Trilha Sonora Original

A trilha sonora original é composta por quatro músicas inéditas. Com letras de Adriano Rodrigues, as canções fazem parte da narrativa da peça e contam com arranjos dos músicos Breno di Andrade (teclado), Gabriel Lima (violino), Josias Junior (percussão) e Mário Coelho (contrabaixo).

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − quatro =