Manaus,
×
Manaus,

Teatro

Ateliê 23 lança programação do segundo semestre

A programação conta com nova versão de ‘Ensaio de Despedida’, que fica em cartaz nos dias 11 e 17 de julho, no Teatro Gebes Medeiros


Nesta quinta-feira (11), às 20h, o Ateliê 23 abre a programação do segundo semestre, com o espetáculo “Ensaio de Despedida”, às 20h, no Teatro Gebes Medeiros (Avenida Eduardo Ribeiro, 937, Centro). A peça, numa nova versão com Taciano Soares e Eric Lima, tem nova sessão no dia 17 deste mês e os ingressos estão disponíveis a R$ 25 (meia-entrada) no Instagram (@atelie23).

img_0822

Foto: Allícia Castro

“Ensaio de Despedida” apresenta um casal, que, ao lidar com a separação, revive as várias fases do relacionamento em um jogo de atuação. Esta é a última temporada do projeto após sete anos de apresentações.

A peça teve versões em 2017, com Thaís Vasconcelos, em 2019, com Jorge Florêncio, e 2022, com Julia Kahane. Taciano Soares é o único ator que esteve em todas as adaptações e agora divide o sofá com Eric Lima.

Em 2023, a montagem a partir de uma pesquisa sobre relações líquidas e relacionamentos abusivos ganhou formato de curta-metragem, com direção e roteiro de Eric Lima e lançamento no Festival de Cinema da Amazônia – Olhar do Norte 2023.

O casal protagonista foi vivido por quatro atores, Dimas Mendonça, Dinne Leão, Taciano Soares e Júlia Kahane, que se revezam e destacam possibilidades de sexualidade, para criar múltiplas narrativas da relação em si.

img_0757

Foto: Allícia Castro

‘Cabaré Chinelo – O show’ em agosto

Nos dias 5 e 7 de agosto, a companhia amazonense, em parceria com a Série Encontro das Águas, apresenta “Cabaré Chinelo – O Show”, às 20h, no Teatro Amazonas. A entrada custa R$ 50 (inteira) e a classificação indicativa é de 16 anos.

O musical com a Orquestra de Câmara do Amazonas, na regência do maestro Marcelo de Jesus, traz a trilha sonora do espetáculo “Cabaré Chinelo” para celebrar 10 anos da Série Encontro das Águas. O repertório conta com 12 músicas, como “Somos o Cabaré”, “Soulanger”, “Maria É Gente”, “Prazer, Luiza”, “La Muerte”, “Moço”, “Bom Amigo”, “Tatá”, “Eu Sou a Maior”, “Lobas”, “Descanse” e “Grito de Conceição”.

“Cabaré Chinelo – O Show” tem Eric Lima na direção geral e figurino, maestro Marcelo de Jesus na regência e Adonnay Júnior na escrita de partitura, o “Cabaré Chinelo – O Show” traz Taciano Soares e Sarah Margarido na assistência de direção cênica. Sarah Margarido também está na direção de coral, enquanto Lore Cavalcanti assume a assistência de direção de balé.

A banda do espetáculo, com Guilherme Bonates, Stivisson Menezes, Yago Reis e Rodrigo Santos, compõe a equipe do show. Nos vocais estão Andira Angeli, Bruna Pollari, Eric Lima, Julia Kahane, Luzeiro, Sarah Margarido, Taciano Soares e Vivian Oliveira.

O balé é formado por Ana Carolina Nunes, Bell Apoena, Bianca Andrade, Hebe Raquel, Iely Costa, Lore Cavalcanti, Odara Mahá, Rebeca Carvalho, Raquel Lima e Vitória Teles. No coral estão Ana Julia, Emily Danali, Juma Pereira, Lenine Charles, Malena Benhur, Maria Antônia, Rebeca Leitão, Thiana Colares, Valexka e Yas Lobo.

A ficha técnica conta ainda com Fernanda Seixas na atuação, Krishna Pennutt como vocal coach, Andira Angeli na assistência de figurino com Lore Cavalcanti e Sarah Margarido, Titto Silva na iluminação, Taciano Soares na coordenação de produção, Ana Oliveira e La Cruz na produção executiva.

Temporada de ‘Cabaré Chinelo’ em setembro

Uma nova temporada do espetáculo “Cabaré Chinelo” está programada para os dias 10, 11, 17 e 18 de setembro, às 20h, no Teatro Gebes Medeiros. A classificação é de 18 anos.

Sucesso de público e crítica, com ingressos esgotados em todas as sessões, a peça propõe uma imersão no outro lado da belle époque no Amazonas, no período entre 1900 e 1920. Inspirada na pesquisa de Narciso Freitas e em parceria com a companhia de teatro argentina García Sathicq, em uma hora e meia são narradas histórias de Mulata, Balbina, Antonieta, Soulanger, Felícia, Laura, Joana, Luiza, Emiliana, Sarah, Maria e Gaivota.

A versão 2024 da obra tem figurino assinado por Eric Lima, com assistência de Andira Angeli e apoio de Sarah Margarido.

O Ateliê 23 foi indicado ao 34° Prêmio Shell de Teatro, com o “Cabaré Chinelo”, na categoria “Energia que Vem da Gente”. O grupo também conquistou o 22º Prêmio Cenym de Teatro Nacional, da Academia de Artes no Teatro do Brasil, com o espetáculo em duas categorias, entre elas “Melhor Companhia”. A peça foi indicada ainda como “Melhor Elenco” nesta edição.

No 17º Festival de Teatro da Amazônia, o “Cabaré Chinelo” conquistou prêmios de “Melhor Espetáculo” e “Direção”. A peça foi indicada nas categorias “Melhor Atriz”, “Melhor Ator” e “Trilha Sonora”.

O projeto tem apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), além da Fundação Nacional de Artes (Funarte) e Fondo de Ayudas para las Artes Escénicas Iberoamericanas – IBERESCENA.

Estreia de ‘Sebastião’ em novembro

Em novembro, o Ateliê 23 estreia “Sebastião”, montagem inspirada pelo impacto e repercussão do videoclipe ‘Glowria’, em 2021, que gerou reações violentas de um grupo conservador ligado à Igreja Católica. Com direção de Taciano Soares e Eric Lima, que também compõem o elenco, a peça traz nomes como Jorge Saboia, Elias DiFreitas, José Holanda, Andiy e Francis Madson.

O projeto também vai colocar em cena a linguagem drag, para valorizar a liberdade de expressão e a política presente nessa forma de arte. Na trilha sonora, “Sebastião” vai explorar, de maneira mais intensa, a interação com a tecnologia com efeitos e detalhes sonoros que ampliem a experiência do público.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 9 =