Manaus,
×
Manaus,

Música

Flautista versátil investe em arranjos sob medida para apresentações em Manaus

Repertório eclético, contemporâneo e jazz estão entre os sopros de Carlos Alexandre de Oliveira. Artista tem agenda aberta para fim de ano


Flautista versátil da música clássica a popular, passando por um repertório que bebe na fonte de mais de 10 mil composições, Carlos Alexandre de Oliveira é um artista multifacetado que já percorreu o Brasil, do Nordeste ao Sul.

Radicado em Manaus desde 2005, difícil não ter visto uma apresentação sua com precisão técnica e interpretação expressiva em dezenas de solos seus em restaurantes da capital, supermercados, hotéis, em celebrações ecumênicas, igrejas e eventos particulares.

(Foto: Divulgação)

Natural de Serra Branca, na Paraíba, na pandemia Carlos Alexandre levou ainda mais conforto a milhares de pessoas que perderam entes queridos com sua melodia precisa. E neste fim de ano, com agenda aberta para eventos particulares, o artista se dedica ao repertório natalino e ao contemporâneo, com a pegada do jazz, carro chefe de suas interpretações.

De diferencial por onde se apresenta, com um repertório especial e buscando sempre arranjos personalizados, exclusivos, o flautista monta apresentações únicas e temáticas, ao gosto do ciente. Não é difícil vê-lo com a flauta nos supermercados da rede Pátio, Terra & Mar, e com músicas da época. No Dia das Crianças, temas de filmes, trilhas sonoras de desenhos e de séries infantis foram destaque. O mesmo acontece nas temporadas de forró, festas juninas, Dia dos Namorados e até mesmo nos pedidos de clientes, indo da música popular ao pop.

“Busco sempre renovar o repertório e conto com arranjos exclusivos, muitos importados, feitos sob encomenda. A sonoridade e o resultado posso observar no rosto das pessoas, ouvindo música de qualidade, para aquecer a alma”, explica o artista.

Carlos Alexandre já rodou parte do Brasil com várias apresentações nacionais, incluindo uma turnê do Sonora Brasil, colaborando para o enriquecimento cultural da população. Ele integrava a banda Manauense e o repertório incluía antigos ranchos carnavalescos que precederam os blocos de Carnaval e as Escolas de Samba no Carnaval carioca, dos quais Ameno Resedá é o mais lembrado até hoje.

Os arranjos do músico levam assinatura de Dudu Oliveira Uberaba MG), Neto Armstrong (Manaus), Max Cley (Manaus) e Civaldo Andrade (Serra Branca).

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − quinze =