Manaus,
×
Manaus,

Cultura

Pinacoteca exibe exposição ‘Invictas’ no mês das mulheres

Mostra reúne obras de dez artistas do sexo feminino que fazem parte do acervo da Pinacoteca do Amazonas


Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, a Pinacoteca do Amazonas inaugurou ontem a exposição “Invictas”, que reúne obras de dez artistas mulheres, fazendo um passeio pela contribuição feminina para as artes visuais do estado desde a década de 1970 até os dias atuais.

cultura_exposicao_mulheres_invictas_marcely_gomes_04

Foto: Marcely Gomes/Secretaria de Cultura e Economia Criativa

A exposição fica em cartaz até o fim do mês de março, o mês das mulheres, no Palacete Provincial, localizado na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia), funcionando de segunda a sábado (exceto às quartas-feiras), de 9 às 15h.

A curadora Gabriela Monteiro, responsável pela seleção das obras e montagem da exposição, destaca que a mostra celebra o talento e a contribuição das mulheres artistas presentes no acervo da Pinacoteca do Amazonas, localizada no Palacete Provincial.

“Aqui destacamos, por exemplo, a grande mulher que foi Maria Auxiliadora Zuazo, uma das primeiras gravuristas da região. Contamos também com Roser Bru, artista Chilena, conhecida internacionalmente pelas suas grafias sobre cor, peso e poética”, afirma Gabriela. “Tem também Bruna Mazotti, uma artista manauara que expressa em suas pinceladas o psicológico poético”, completa.

cultura_exposicao_mulheres_invictas_marcely_gomes

Foto: Marcely Gomes / Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Para a estudante de Artes Visuais da Universidade Federal do Amazonas Luiza Soares, que também é monitora de turismo do Palacete Provincial, a exposição destaca a importância das mulheres na história da arte, reconhecendo os desafios que elas enfrentaram ao longo do tempo.

“Muitas vezes elas foram excluídas e não tiveram a oportunidade de participar plenamente em períodos passados, sendo limitadas a pintarem natureza morta e flores ou retratos apenas de familiares, por exemplo”, afirma Luiza.

A artista ressalta também a desvalorização e preconceito que as artistas mulheres tiveram que enfrentar ao longo do tempo. “Era comum que muitas artistas tivessem que viver nas sombras de seus pais, também pintores, ou de outros homens e não recebessem a devida valorização de seus trabalhos e nomes, além da mulher ser vista apenas como um algo a ser pintado e não um ser que pode fazer arte também”, declara Luiza.

Luiza Soares disse, ainda, que a relevância da exposição reside em não apenas encantar visualmente, mas também em fazer os visitantes refletirem sobre a importância da igualdade e do reconhecimento do talento feminino no mundo da arte.

Confira as artistas e obras que participam da exposição:

PINTURAS

· Maddy Messody – “São Francisco” (1973)

· Maria Campos – “Ouro Preto – MG” (1983)

· Maria Auxiliadora Zuazo – “Marcelo Bom Menino”, “Mulher com Filhos no Colo” e “Moça na Janela” (1988)

· Roser Bru – “A Violeta” (1993)

· Amanda Navarro “Amansando o Bicho” (2003)

· Maria Elina – “A Pelé” (2006)

· Bruna Mazzotti – “Eu nunca quis que você soubesse ou eremita” (2019)

 

ESCULTURAS

· Anita Kaufmann – “Dorso de Mulher” (1980)

· Odette Eid – “Maternidade” (S/D)

· Bea Machado (S/D)

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =