Manaus,
×
Manaus,

Cultura

Nasce a Orquestra Sinfônica da Amazônia, idealizada pelo maestro Rubens Souza

O lançamento da OSA será na próxima sexta-feira (26), durante coletiva de imprensa no Teatro ICBEU


Criada em janeiro de 2024, pelo diretor artístico e maestro Rubens Souza, a Orquestra Sinfônica da Amazônia (OSA), estava nos projetos do músico erudito há alguns anos. A idealização foi ganhando forma durante a pandemia da covid-19, mas só saiu do papel após a finalização da temporada da “Série Rio Negro Concertos Sinfônicos 2023”, projeto também criado pelo maestro que contemplou concertos no Teatro Amazonas e no Teatro ICBEU, além de palestras musicais em escolas públicas da capital amazonense, tudo gratuitamente, com a realização através da “Lei de Incentivo à Cultura”, Ministério da Cultura.

img-20240426-wa0011

(Foto: Divulgação)

Este ano, a OSA chega para realizar uma temporada ainda maior. Na programação, ainda a ser confirmada, a previsão de doze concertos e seis palestras com concertos didáticos em escolas públicas, para a temporada 2024. A estreia da Orquestra Sinfônica da Amazônia está marcada para o próximo mês, dia (5), no Teatro Amazonas, às 19h. No Repertório, obras de Mozart, Alexander Borodin e do pernambucado, residente há mais de 20 anos no Amazonas, o músico e compositor Timóteo Esteves.

O lançamento está marcado para a próxima sexta-feira (26) de abril, às 10h, no Teatro ICBEU, Avenida Joaquim Nabuco, Centro de Manaus, durante coletiva de imprensa.

Orquestra Residente do ICBEU

A Orquestra Sinfônica da Amazônia nasce como orquestra residente do Teatro ICBEU. Ao todo 50 músicos constituem a OSA, com quatro famílias de instrumentos: as cordas, as madeiras, os metais e as percussões. Na parte das cordas: violinos, violas, violoncelos, contrabaixos e harpas; nas madeiras: clarinetes, flautas, requintas, fagotes, contrafagotes, oboés, picollos, requintas e clarones; dos metais: trombones, trompetes, trompas e tubas; e por fim, as percussões: caixa clara, tímpanos, pianos, pratos, xilofones, carrilhões e glockenspiels.

O grupo é composto por músicos em início de carreira que atuam em conjunto com outros músicos experientes e conceituados no cenário musical de Manaus. Para o criador da OSA, maestro Rubens Souza, a missão do projeto é criar experiências transformadoras que celebrem o poder da música, da arte e da cultura.

“Nós queremos conectar artistas e públicos promovendo um ambiente onde a expressão artística prospere. Sim, essa é a nossa missão, inspirar, educar, e despertar a paixão pela música em pessoas de todas as idades”, explica o idealizador.

img-20240426-wa0013

(Foto: Divulgação)

Incentivo à Cultura

O projeto de criação da Orquestra Sinfônica da Amazônia possui patrocínio cultural do Instituto Cultural Brasil – Estados Unidos (ICBEU-Manaus). Além do patrocínio, o ICBEU é parceiro do projeto, como já foi citado, a OSA é uma orquestra residente do Instituto.

A orquestra tem apoio cultural da TV Encontro das Águas, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas, do Governo do Amazonas e do Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA).

O projeto está na fase da captação de recursos para participação do programa da Lei de incentivo à Cultura, Ministério da Cultura, e está aberto também, para os patrocínios independentes.

Evento: “Lançamento da Orquestra Sinfônica da Amazônia”
Local: Teatro ICBEU
Data: 26/04/2024
Hora: 10h

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 2 =