Manaus,
×
Manaus,

Carnaval

Desfile das escolas de samba reúne 60 mil espectadores no Sambódromo

Oito escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval encerraram o evento neste domingo


O desfile das escolas de samba do Grupo Especial atraiu cerca de 60 mil pessoas ao Centro de Convenções Profº Gilberto Mestrinho – Sambódromo de Manaus, na zona centro-oeste, no sábado e domingo (3 e 4). A grande festa, promovida pelo Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, começou às 20h no sábado e encerrou às 6h deste domingo, sem registro de ocorrências significativas, apesar da grande concentração de público no local.

secom-balanco-carnaval-na-floresta2

Foto: Alex Pazuello e Roberto Carlos/ Secom

As apresentações das escolas de samba começaram na última quinta-feira (1), com as agremiações do grupo de acesso B. Na sexta-feira (2), foi a vez das escolas do grupo de acesso A se apresentaram. No sábado e domingo as agremiações do grupo especial encerraram a festa.

Força-tarefa

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), com o apoio da Polícia Civil do Amazonas (PCAM), Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AM) e Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), coordenou uma força-tarefa durante o desfile.

Durante o desfile, a PC-AM instalou uma Delegacia Móvel no estacionamento da Delegacia Geral, em frente ao Sambódromo, para registros de Boletins de Ocorrência (BOs).

A Polícia Militar contou com um efetivo de 2.500 membros para realizar o policiamento na capital por meio de viaturas quatro rodas, motocicletas, patrulhamento a pé e cavalaria. As equipes foram empregadas em pontos estratégicos no entorno do sambódromo.

O Corpo de Bombeiros atuou com 96 integrantes. Além disso, duas Auto Bombas Tanques e duas Viaturas de Salvamento estiveram à disposição durante o desfile.

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) realizou ações de conscientização e visitas nos ensaios das Escolas de Samba do Grupo Especial de Manaus com blitz educativa para os foliões.

Prevenção à saúde e inclusão

A organização do evento no Sambódromo contou com a colaboração de diversas secretarias. A Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) reforçou a campanha de combate às violações de direitos humanos e inclusão, além de ativar uma Central de Achados & Perdidos e Posto de Acolhimento em parceria com a Secretaria de Assistência Social (Seas).

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-RCP), promoveu o “Bloco da Prevenção – Na folia com saúde”, uma estratégia de prevenção, educação em saúde e mobilização social com distribuição de preservativos e testagem rápida para HIV.

A Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) pôs o Bloco do Vampirão para abrir o Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial com o tema “Doe sangue antes da folia, faça a diferença e salve vidas”, buscando incentivar a doação de sangue.

Também desfilaram na avenida mais de 1,8 mil idosos, mobilizando toda a rede de proteção para inclusão e conscientização da população sobre os direitos das pessoas idosas.

Entre os agentes da rede de proteção que participaram estiveram presentes membros da Seas e Fundo de Promoção Social (FPS), da Fundação Universidade da Terceira Idade (FunaTI), Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) e Polícia Civil (PC).

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − quatro =