Manaus,
×
Manaus,

Esportes

Procon-AM e CDC notificam Amazonas FC por preços de ingresso do jogo contra o Flamengo

Valores variam de R$ 150 até R$1,5 mil; disputa será realizada na Arena da Amazônia, em maio


O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) e a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC-Aleam) notificaram, na última quinta-feira (25), o Amazonas Futebol Clube para prestar esclarecimentos sobre os preços dos ingressos para o jogo contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, que será realizado no próximo mês, na Arena da Amazônia.

procon_cdc_notificam_amazonasfc_foto_joao_pedro_proconam

Foto: João Pedro/Procon-AM

O clube amazonense anunciou a abertura das vendas online pelas redes sociais nesta terça-feira. Os valores variam de R$ 150 (meia) a 1.500 (inteira), dependendo do setor desejado.

De acordo com o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe, e o presidente da CDC-Aleam, deputado Mário César Fillho, a notificação visa obter informações sobre a composição de preços dos ingressos que já estão sendo comercializados, bem como sobre a disponibilidade de assentos para pessoas com deficiência e acompanhantes, publicidade referente à liberação da entrada de alimentos e garrafas com água e outros critérios pertinentes ao Código de Defesa do Consumidor.

O documento foi entregue na sede do clube nesta quinta-feira. O clube tem 10 dias para apresentar os esclarecimentos.

Segundo Jalil Fraxe, após a análise das informações, o Instituto vai averiguar quais medidas podem ser tomadas.

“Estamos atentos e vigilantes à demanda para assegurar que o consumidor, que é o torcedor, tenha seus direitos resguardados e evitar práticas abusivas. Nossa missão é orientar e garantir que as relações de consumo sejam saudáveis”, pontuou Jalil Fraxe.

“É inaceitável que os torcedores sejam explorados com preços exorbitantes que ferem os princípios de acesso democrático ao esporte. Não podemos tolerar a prática de abusos que prejudicam os consumidores e desrespeitam a legislação vigente. Estamos vigilantes e vamos garantir que os direitos dos cidadãos sejam protegidos com rigor”, completou o deputado Mário César Filho, presidente da CDC-Aleam.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =