Manaus,
×
Manaus,

Esportes

Jornalismo esportivo perde Antero Greco, Silvio Luiz e Apolinho

As lendas do mundo do esporte, faleceram entre a noite dessa quarta-feira (15) e a manha desta quinta (16)


O mundo do esporte está de luto, após o jornalismo esportivo perder três de suas grandes referências entre a noite dessa quarta-feira (15) e a manhã desta quinta (16). Washington Rodrigues, o Apolinho, aos 87 anos, Antero Greco, aos 69, e Silvio Luis, aos 89 anos.

whatsapp-image-2024-05-16-at-13-36-25

Foto: Reprodução Internet

Apolinho faleceu em decorrência de um câncer na noite dessa quarta-feira (15). Um dos maiores repórteres do rádio, Washington iniciou a carreira em 1962 na Rádio Guanabara e acumulou passagens em todas as grandes emissoras de rádio e TV do Rio de Janeiro. Apolinho deixou três filhos e bordões que foram eternizados por sua marcante voz, “Chocolate” e “Briga de cachorro grande”, foram alguns deles.

O flamenguista, morreu durante a partida do seu time do coração contra o Bolívar, nesta quarta (15), em jogo válido pela libertadores. O time carioca venceu por 4×0 e Apolinho assistiu até o terceiro gol.

Antero Greco faleceu no início dessa quinta-feira (16), aos 69 anos. Greco lutava contra um câncer na cabeça. Em 2022 ele havia sido diagnosticado com um tumor na região. Nascido em 2 de junho de 1954, o palmeirense Antero Greco, tinha o sonho de se tornar jogador de futebol mas logo se apaixonou pelo jornalismo. Formou-se pela Universidade de São Paulo (USP) e começou a carreira em 1974 no jornal O Estado de São Paulo. Em 1994 integrou a equipe da ESPN, sendo parte de uma das bancadas mais marcantes do mundo esportivo ao lado de Paulo Soares, “O Amigão”.

A dupla fez história com seu jeito irreverente de comentar futebol e outros esportes. Greco ficou conhecido não apenas pelo seu jeito de trabalhar, mas é lembrando, com carinho, pelos seus colegas de trabalho como alguém que amava sorrir e fazer as pessoas sorrirem. Greco permaneceu na emissora até o fim da sua carreira.

 

Silvio Luiz, uma das principais vozes do jornalismo esportivo do país, também faleceu nesta quinta-feira (16), aos 89 anos. O locutor estava hospitalizado desde a última quarta-feira (8). Silvio lutava contra problemas de saúde desde o dia 7 de abril, quando precisou deixar a transmissão da final do Campeonato Paulista após sofrer um derrame em frente as câmeras. Com passagens pela Record, Band e SBT, o locutor retornou às transmissões esportivas em 2022, pela Record, para narrar o Paulistão nas plataformas digitas da emissora, ao lado dos humoristas Bola e Carioca.

Assim como seus companheiros de profissão, Silvio Luiz teve uma carreira com bordões marcantes, como o inigualável “Pelo amor dos meus filinhos”. São-paulino de coração, Silvio Luiz fez parte de inesquecíveis momentos dos clubes de futebol de todo o país, narrando não apenas gols, mas eternizando a história do futebol na sua voz.

 

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =