Manaus,
×
Manaus,

Brasil e Mundo

Sepror realiza inscrições de produtores para adesão ao Garantia Safra

O Programa abriu inscrições no início de janeiro para agricultores familiares do Amazonas


O Governo do Amazonas continua com as inscrições abertas para adesão do Garantia Safra (GS) aos produtores familiares do estado. Coordenado pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) e vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), o programa foi implementado no Estado do Amazonas em 2021, beneficiando agricultores na Microrregião do Juruá.

sepror-garantia-safra-2-foto_divulgacao

Divulgação/Sepror

A Região 1, que é composta pelos municípios das Microrregiões do Juruá e Madeira, terá o prazo para finalização das inscrições até 20 de março de 2024, enquanto que para a Região 2, que abrange a Microrregião de Manaus, incluindo os municípios de Autazes, Careiro, Manacapuru e Manaus, o prazo vai até 20 de maio.

Os servidores do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), estão percorrendo as comunidades para facilitar a inscrição de agricultores familiares que enfrentam dificuldades de locomoção até os escritórios do Idam. Até o momento, 249 agricultores familiares já foram inscritos, para receber o benefício de R$1.200,00 em caso de perda de safra devido a déficit ou excesso hídrico.

O Programa Garantia Safra, integrado ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), busca assegurar condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares em municípios suscetíveis a perdas de safra devido à estiagem ou excesso hídrico.

Para participar do programa, os agricultores precisam atender aos seguintes critérios: ser agricultor familiar, possuir renda familiar mensal de, no máximo, 1,5 salário mínimo, e plantar entre 0,6 a 5,0 hectares de feijão, milho, arroz, algodão e/ou mandioca.

O coordenador do programa, Heitor Liberato, destacou a importância da divulgação das inscrições, ressaltando que “nosso compromisso é de alcançar e beneficiar o maior número possível de agricultores familiares na região”, afirmou Heitor.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 14 =