Manaus,
×
Manaus,

Brasil e Mundo

MegaFeirão Serasa e Desenrola

Até 28 de março, inadimplentes podem quitar pendências financeiras por meio das ofertas especiais do MegaFeirão Serasa e Desenrola


Lançado esta semana e com duração até 28 de março, o 1º MegaFeirão Serasa e Desenrola promete ajudar brasileiros a quitar suas dívidas com descontos de até 96%. No Amazonas, mais de 1,5 milhão de pessoas inadimplentes podem ser beneficiadas com a ação. Promovido pela Serasa em parceria com o Ministério da Fazenda e os Correios, o inédito mutirão emergencial de renegociação de dívidas oferece ofertas variadas, online para o Brasil todo nas plataformas da Serasa – site e app.

feirao-serasa-1

(Foto: Divulgação)

Em janeiro, o Brasil registrou 72 milhões de inadimplentes (43,91% da população), de acordo com o Mapa de Inadimplência e Renegociação de Dívidas da Serasa. Durante o período, o valor total das dívidas chegou a R$ 382,8 bilhões, com média de R$ 5.311,96 por pessoa endividada.

O levantamento também identificou que o público de 41 a 60 anos é o grupo que mais acumula débitos (35%), seguido pelos consumidores de 26 a 40 anos (34,2%) e pelos que têm mais de 60 anos (18,8%). Já as pessoas de até 25 anos são as que menos têm dívidas (12%).

No Amazonas o número de pessoas inadimplentes atualmente é 1.547.511. Em dezembro esse número era de 1.527.467. Em relação aos tipos de dívidas dos amazonenses, o varejo representa 27,30%, seguido de bancos e cartões, 26,42% e as utilities (contas básicas), com 15,71%.

Entre as faixas etárias, a maioria dos endividados tem entre 26 e 40 anos (35,8%), seguido de 41 a 60 anos (35%), acima de 60 anos (15,2%) e até 25 anos (13,9%).

Rio de Janeiro, Mato Grosso e Distrito Federal são as unidades federativas com maior representatividade de inadimplentes, com 53,46%, 52,60% e 52,41% da população adulta endividada, respectivamente. Piauí, Santa Catarina e Maranhão, por sua vez, registraram as menores médias: 35,59%, 37,01% e 38,93%, respectivamente.

A capital com o maior valor em débitos é São Paulo, onde os consumidores devem mais de R$ 30 bilhões. Rio de Janeiro (R$ 17,3 bilhões) e Brasília (R$ 9 bilhões) aparecem na sequência.

O estudo da Serasa mostra ainda que o segmento de bancos e cartões é responsável pela maior parte das dívidas no Brasil (29,37%). Em seguida, destacam-se as Utilities – contas básicas de água, luz e gás – (23,09%), instituições financeiras (16,76%) e varejistas (10,95%).

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − um =