Manaus,
×
Manaus,

Brasil e Mundo

Lula nomeia Paulo Pimenta ministro extraordinário da reconstrução do RS

Posse deve ocorrer nesta quarta (15), quando está programada nova visita de Lula na região


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) escolheu Paulo Pimenta (PT-RS), deputado federal e atual ministro da Secom (Secretaria de Comunicação Social) da Presidência da República, como ministro extraordinário para a reconstrução do Estado do Rio Grande do Sul, devastado pela maior tragédia climática da história da região.

images-71

Foto: Reprodução Internet

Mais cedo, o ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT), já havia informado, em entrevista à GloboNews, que Lula indicaria representante do governo para atuar como autoridade federal permanente no Rio Grande do Sul.

A posse de Pimenta como ministro extraordinário deve ocorrer, nesta quarta-feira (15), quando está programada nova visita de Lula ao Estado.

NOVO MINISTÉRIO

O novo ministério, de caráter emergencial, tem duração indeterminada e prossegue enquanto houver necessidade dos esforços de todos os poderes para reconstrução do Rio Grande do Sul. Desde o começo da catástrofe, Pimenta assumiu a frente logo que o presidente Lula o chamou para coordenar as ações federais no Estado. Laércio Portela, secretário-adjunto de Pimenta, assume a Secom interinamente na ausência do ministro.

Portela é pernambucano e jornalista. No Recife, foi repórter de Cidades do Jornal do Comércio e depois colunista e editor de política no Diário de Pernambuco. Também é cofundador e editor do Marco Zero Conteúdo, portal que faz jornalismo independente com enfoque em direitos humanos.

NOVAS MEDIDAS

A ideia de Lula é anunciar novo pacote de medidas para o Rio Grande do Sul, ao lado dos presidentes dos demais Poderes. Esta vai ser a terceira ida de Lula ao Estado desde o início da tragédia climática, que foi agravada pela falta de gestão e uso dos recursos orçamentários municipais e do Estado em relação à Defesa Civil e também em relação ao meio ambiente.

Após décadas de flexibilização e descumprimento das leis ambientais, por parte de seus governantes, e sem dar atenção aos alertas sobre os riscos iminentes de tragédias em escala, o Rio Grande do Sul chegou ao fim de abril em estado de flagelo, capturado pelo negacionismo climático.

A ideia do presidente da República é que Pimenta coordene todas as ações do governo federal destinadas à recuperação do Rio Grande do Sul, com atuação, em conjunto, com os demais ministérios e com prefeitos das cidades gaúchas e o governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB).

20230906150940_f68786c2eec36e9553f88d9f58d0bbb0c257761acf0651754f619bff8ea3bb56

Foto: Reprodução Internet

Trajetória

Antes de assumir o comando da Secom no terceiro governo de Lula, Paulo Pimenta teve longa trajetória no Poder Legislativo. No Rio Grande do Sul, foi deputado estadual (1999 e 2000). Na Câmara dos Deputados, foi eleito por 6 vezes consecutivas — 2002, 2006, 2010, 2014, 2018 e 2022. Em 1º de janeiro de 2023, tomou posse como ministro da Secom (Secretaria de Comunicação Social) do governo Lula. Paulo Pimenta também foi eleito vice-prefeito de Santa Maria (RS), em 2000.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × um =