Manaus,
×
Manaus,

Brasil e Mundo

Equipe de Maria do Carmo Seffair emite ‘Nota de Repúdio’

O jurídico da empresária repudiou ataques veiculados em site local


A assessoria jurídica da empresária e pré-candidata à Prefeitura de Manaus pelo partido NOVO no Amazonas, Maria do Carmo Seffair, emitiu, nesta segunda-feira (11), uma nota de repúdio a matéria publicada em site de notícias local cujo o teor foi classificado pelo jurídico da empresária como sendo antiético e irresponsável.

Em nota, a equipe jurídica cita que a matéria em questão traz ataques à imagem pessoal da pré-candidata e, ainda de acordo com o advogado Sérgio Bringel, o conteúdo é classificado pela Justiça Eleitoral como propaganda eleitoral antecipada negativa.

“Existe um conteúdo eleitoral muito claro ao tratar Maria do Carmo como candidata, uma vez que não há ainda cargo em disputa. Além disso, existe uma tentativa de criar um estado mental no leitor, apresentando uma narrativa negativa para imagem da empresária, num pedido implícito de não voto”, explica Bringel.

O advogado cita também que a matéria se usa da premissa de sigilo da fonte para criar factóides. Ainda na nota, a assessoria também reforçou o respeito pela atividade jornalística.

“O que se tem, de fato, é a palavra de quem já foi várias vezes condenado pela justiça eleitoral por mentira”, disse Bringel.

Leia a nota na íntegra:

Nota de repúdio: Ataques à pré-candidatura de Maria do Carmo Seffair

A assessoria jurídica da empresária e pré-candidata à Prefeitura de Manaus pelo partido NOVO no Amazonas, Maria do Carmo Seffair, vem a público repudiar a matéria publicada pelo site ‘O Abutre’, que de maneira antiética e irresponsável traz ataques à imagem pessoal da pré-candidata.

De acordo com o advogado Sérgio Bringel, o conteúdo é classificado pela Justiça Eleitoral como propaganda eleitoral antecipada negativa.

“Existe um conteúdo eleitoral muito claro ao tratar Maria do Carmo como candidata, uma vez que não há ainda cargo em disputa. Além disso, existe uma tentativa de criar um estado mental no leitor, apresentando uma narrativa negativa para imagem da empresária, num pedido implícito de não voto”, explica Bringel.

O advogado destaca também que a matéria se usa da premissa de sigilo da fonte para criar factoides difíceis de serem apurados. “O que se tem, de fato, é a palavra de quem já foi várias vezes condenado pela justiça eleitoral por mentira”, disse.

Por fim, a assessoria reforça o respeito pela atividade jornalística e entende que a imprensa tem a liberdade para assumir posição editorial preferencial por determinada candidatura. Por outro lado, não se pode usar do prestígio da instituição imprensa, da instituição jornalismo, para obter vantagens próprias ou para grupos.

Sérgio Bringel,
Advogado.

Entenda o caso

Um site de notícias local, citado na nota de repúdio da equipe jurídica de Maria do Carmo Seffair, publicou, nesta segunda-feira (11), suposições relacionadas gestão de Seffair no setor privado da educação.

A matéria cita ainda supostos depoimentos de fontes não reveladas. Confira trecho.

“A reitora do Centro Universitário Fametro, Maria do Carmo Seffair, resolveu sair do ramo empresarial privado e entrar de vez na política. A empresária filiada ao partido NOVO, tem novas ambições e agora pretende concorrer ao cargo de prefeita de Manaus no pleito deste ano”.

 

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 1 =