Manaus,
×
Manaus,

Brasil e Mundo

Abertura do ano letivo da Escola de Contas

O evento contou com a presença do ministro Benjamin Zymler


O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) realizou, nesta segunda-feira (11), a abertura do ano letivo da Escola de Contas Públicas (ECP). O evento contou com a presença do jurista e ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler, do advogado, ambientalista e político brasileiro Fábio Feldmann e da advogada da União e doutora em Ciência Ambiental, Teresa Villac, como palestrantes.

img_20240311_094746563_hdr

Foto: Larissa Freitas/Portal MZM

Yara Lins, presidente do TCE-AM, e Júlio Pinheiro, coordenador geral da Escola de Contas e conselheiro do órgão, fizeram as honras da casa recepcionando os convidados presentes e abrindo os trabalhos da ECP/AM.

Em seu discurso, Yara Lins destacou a importância da Escola de Contas.

“Compreendemos a relevância crucial da nossa Escola de Contas Públicas, do aprimoramento, da formação acadêmica, dos gestores e profissionais que participam ativamente desta missão. Nós últimos 14 anos a escola tem desempenhado um papel central no fortalecimento das competências necessárias para enfrentar os desafios que permeiam a gestão pública e contribui para que o tribunal cumpra seu papel de fiscalização”, pontuou Lins.

img-20240311-wa0054

Júlio Pinheiro e Yara Lins (Fotos: Filipe Jazz)

Júlio Pinheiro destacou que a ECP tem como um de seus focos a sustentabilidade não apenas para os jurisdicionados mas também de levar o tema para toda a população com os cursos abertos ao público. Veja a seguir:

A programação inicial continuou com as palestras do ministro Benjamin Zymler, sobre sustentabilidade das compras públicas e ações do TCU na área do meio ambiente.

Teresa Villac falou sobre governança pública e sustentabilidade fom foco na atuação da advocacia pública consultiva e, Fábio Feldman falou sobre Gestão pública, desenvolvimento e conservação ambiental na Amazônia.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 7 =