Manaus,
×
Manaus,

Amazonas

Unidades de Conservação recebem kits para garantir água potável durante estiagem 2024

Parceria entre Sema, Defesa Civil e Unicef vai beneficiar 1.165 famílias em 43 comunidades residentes em áreas protegidas do Estado


Em preparação para a estiagem de 2024, o Governo do Amazonas realiza, a partir desta sexta-feira (5), a entrega de kits para garantia de água potável a 1.165 famílias de 43 comunidades em Unidades de Conservação do Estado. Ao todo, serão distribuídos 400 filtros e 60 caixas d’água, fruto de uma parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e apoio financeiro da União Europeia. Além disso, 10 comunidades vão passar a contar com purificadores do programa “Água Boa”, da Defesa Civil do Amazonas.

img-20240405-wa0010

Foto: Mauro Neto/Secom

A articulação para atender as áreas protegidas ocorreu por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), responsável pela gestão dos territórios. A iniciativa já faz parte das ações de mitigação dos efeitos da estiagem deste ano, segundo destaca o secretário de Estado do Meio Ambiente do Amazonas, Eduardo Taveira.

“As informações climáticas que nós temos indicam a possibilidade de uma nova estiagem severa. A determinação do governador Wilson Lima, inclusive, estivemos reunidos em Brasília com o Ministério do Meio Ambiente, Ministério de Portos e Aeroportos, e de Integração Nacional, é para que a gente pudesse antecipar as nossas ações”, ressaltou.

Nesta ação, serão contempladas as Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Madeira (Novo Aripuanã, Borba e Manicoré), Rio Amapá (Manicoré), Juma (Novo Aripuanã), Puranga Conquista (Manaus) e Igapó-Açu ( Beruri, Borba e Manicoré). “Nós temos o monitoramento das comunidades mais impactadas pela falta d’água no ano passado, por isso a prioridade agora vai ser o atendimento dessas mais de 1 mil famílias que vão ser beneficiadas, para que a gente não tenha o mesmo problema do ano passado”, completou.

Parceria com a Unicef

O objetivo é dar às comunidades mais distantes acesso à água tratada de forma permanente, sobretudo, durante a seca prevista para o segundo semestre deste ano. Para tanto, os 400 filtros e 60 caixas d’água doados pelo Unicef vão ser distribuídos para 33 comunidades, com benefício para 853 famílias.

img-20240405-wa0007

Foto: Mauro Neto/Secom

“Ano passado, quando estourou a estiagem, nessa parceria que nós já temos com o Estado, a gente buscou formas de apoiar o Amazonas a se preparar para eventos hidrológicos extremos”, explicou o consultor de água, saneamento e higiene da Unicef, Paulo Diógenes. “A gente está buscando apoiar comunidades vulneráveis, no caso indígenas e ribeirinhos, a fortalecer e criar resiliência para ter o acesso à água, além de melhores condições de saúde e nutrição infantil, visando uma nova estiagem”, completou.

A ação faz parte de uma estratégia desenvolvida em parceria pelo Unicef, o Governo do Amazonas e a Secretaria Federal de Saúde Indígena (SESAI), com o objetivo de aumentar a resiliência no acesso à água segura diante de eventos climáticos extremos.

Outras regiões do estado também serão contempladas com medidas similares, incluindo bombas solares, mini-laboratórios de análise da qualidade da água, filtros de membrana, filtros de barro, kits de aprofundamento de poços rasos, além de kits de higiene, absorventes e capacitações.

Serão atendidas comunidades indígenas e ribeirinhas do Vale do Javari, Terra Indígena Yanomami, Alto e Baixo Rio Negro, Alto e Médio Rio Solimões e seus afluentes, com diferentes soluções adaptadas às necessidades específicas de cada comunidade, beneficiando aproximadamente 44 mil pessoas.

Água boa

Além dos kits, 10 comunidades das RDS Rio Amapá, Rio Madeira e Igapó Açu vão receber a instalação das estruturas do Projeto “Água Boa”. Os purificadores vão coletar a água dos rios e a levar, por meio de tubos, para uma caixa d’água, onde passará por processos químicos até se tornar própria para o consumo.

Para o secretário executivo da Defesa Civil do Amazonas, coronel Máximo, os purificadores de água facilitam a rotina de moradores da região que enfrentam dificuldades para conseguir acesso a água potável.

“À medida em que nós temos esse levantamento por parte das Defesas Civis Municipais, a gente faz o atendimento a essas demandas e, entendendo também que as nossas Reservas de Desenvolvimento Sustentável precisam, resolvemos levar esse projeto que é tão exitoso para as nossas reservas. A nossa intenção através dessa parceria é ampliar para que a gente possa efetivamente levar a todos os nossos irmãos ribeirinhos uma água de qualidade”, pontuou o secretário.

A previsão é que a entrega dos materiais para as comunidades seja concluída até 21 de abril. A logística recebe apoio financeiro do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), do Ministério do Meio Ambiente e Mudança Climática, por meio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio). Após estudos de solo, os comunitários devem receber capacitações para operar os sistemas de forma independente.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 10 =