Manaus,
×
Manaus,

Amazonas

Governo do Amazonas registra receita direta de mais de R$ 942 milhões deixados por turistas em 2023

No período, 381 mil visitantes escolheram conhecer as belezas naturais e culturais do estado


A receita total gerada pelo turismo no Amazonas ultrapassou a casa dos R$ 942 milhões na economia em 2023. O resultado mostrou que a receita direta dos turistas aumentou 29,03%, em comparação com 2022. E a movimentação turística cresceu quase 5% no período, com a chegada de mais de 381 mil visitantes ao estado. Os dados são do levantamento divulgado pelo Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

amazonastur_cruzeiristas_movimentam_a_economia_local_foto_lucas_silva_amazonastur01375

Foto: Lucas Silva/Amazonastur

“O governador Wilson Lima dá todo o incentivo para que a Amazonastur realize o seu trabalho por meio de projetos e ações de fomento ao turismo, tanto na área da capacitação e ordenamento, divulgação, como na infraestrutura. E esses bons resultados da economia demonstraram que a política adotada tem dado certo”, avaliou o presidente da Amazonastur, Ian Ribeiro.

Em 2023, a gestão do Wilson Lima ampliou a malha aérea com novas rotas internacionais e nacionais, saindo da capital do Amazonas, com o lançamento de voo que conecta Manaus a Bogotá, sem escalas, operado pela Avianca. Nacionalmente, também foram lançadas novas rotas para o Rio de Janeiro e voos diretos para São Paulo e Belém. Ao todo, o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes registrou o fluxo de 2,6 milhões de passageiros.

Além disso, o fortalecimento da promoção do destino Amazonas em feiras nacionais e internacionais, qualificação de profissionais do segmento por meio de curso e workshop, programas de incentivo ao uso de energia limpa com o repasse de kit de painéis solares para comunidades indígenas e entregas de infraestrutura turística somaram as estratégias que impactaram no resultado.

amazonastur_comunidades_indigenas_nas_rds_do_tupe_e_puranga_conquista_foto_lucas_silva_amazonastur00928-copia-2

Lucas Silva/Amazonastur

Melhor valor pós-pandemia

Com investimentos da atual gestão para fortalecer o setor, o estado viu crescer a receita direta dos turistas domésticos e internacionais. Ao todo, R$ 942,2 milhões foram injetados na economia, em 2023, representando um aumento de 29,03% em relação a 2022, que teve receita de R$ 730,2 milhões. Este é o melhor valor alcançado pelo Amazonas pós-pandemia da Covid-19.

Outro indicador positivo do setor foi a alta no Produto Interno Bruto (PIB) dos Serviços de Alojamento e Alimentação – indicador do turismo – que totalizou R$ 2,051 bilhões, em 2023, crescendo 2,56% frente aos R$ 2 bilhões de 2022, de acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

No acumulado do ano, o PIB do Amazonas alcançou a cifra de R$ 160,2 bilhões, um crescimento nominal de 6,53% em relação à edição anterior (R$ 150,3 bilhões). A atividade de Serviços de Alojamento e Alimentação representou 1,28% na participação no PIB.

Movimentação turística

Os dados da Amazonastur também mostraram que o Amazonas recebeu mais de 381 mil turistas em 2023. A marca representa alta de 4,75% na movimentação de turismo frente ao ano anterior, quando 363 mil passaram pelo estado. O bom desempenho foi puxado pelo aumento de 370% no fluxo de estrangeiros. Foram 65 mil turistas internacionais no período.

amazonastur_-_anavilhanas_-_novo_airao-_foto-_lucas_silva_amazonastur0058

Lucas Silva/Amazonastur

A pesquisa apontou que os EUA (24,08%), Alemanha (9,65%), Colômbia (9,59%), Espanha (6,53%), França (4%) e Inglaterra (3%) como os maiores emissores de turistas de outras nacionalidades. Entre os nacionais, as principais origens foram de São Paulo (29,93%), Pará (11,06%), Roraima (7,33%), Distrito Federal (6,25%), Rio de Janeiro (6,25%).

Perfil dos turistas

Ainda segundo o levantamento, 34,87% dos turistas conheceram o Amazonas pela primeira vez e o tempo médio de permanência foi de 7 dias. Cerca de 51,94% dos viajantes chegaram sozinhos e 25,87% trouxeram a família ao estado.

O patrimônio cultural mais visitado é o Teatro Amazonas com (61,79%), seguido pelo Mercado Adolpho Lisboa (39,15%), Porto de Manaus (34,75%), Relógio Municipal (13,99%) e Museu da Cidade Manaus – MUMA (10,69%).

A Ponta Negra (59,01%) lidera lista de atrativos naturais mais visitado no Amazonas, na frente dos Encontro das Águas (45,16%), Museu da Amazônia – MUSA (24,29%), Balneários (12,71%), Comunidade Janauary (6,64%).

Os municípios mais visitados são Manaus (84,59%), Presidente Figueiredo (14,02%), Parintins (6,23%), Tabatinga (5,72%), Iranduba (3,70%).

E as atividades turísticas mais populares foram trabalho e negócios (42,33%), gastronomia típica (33,21%), visitar amigos e familiares (31,48%), passeios (28,97%) e eventos como feiras, congressos, exposições, conferências representaram 21,31% do público de turistas em 2023.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 12 =