Manaus,
×
Manaus,

Amazonas

MP-AM atinge 100% de excelência no ranking de desempenho e Transparência do CNMP

Avaliação foi feita tendo como base a 5ª edição do Manual do Portal da Transparência do Conselho Nacional do Ministério Público


O Ministério Público do Amazonas (MPAM) está entre as 11 unidades do Ministério Público que receberam a menção “excelente” por alcançar 100% de desempenho no mapa da transparência feito pela Comissão de Controle Administrativo e Financeiro (CCAF) – órgão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) -, que avalia os portais da transparência das unidades e ramos do MP brasileiro. O resultado, que avaliou os dados referentes ao 2º semestre de 2023, foi anunciado nesta terça-feira (17), durante a 5ª sessão ordinária no CNMP, e publicada no portal da instituição hoje.

whatsapp-image-2024-04-18-at-12-20-37-1

Foto: Divulgação

Além do Amazonas, estão entre os melhores avaliados em 525 itens, entre eles a acessibilidade e adequação às normas vigentes, as procuradorias dos estados do Acre, Amapá, Ceará, Distrito Federal e Territórios, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Santa Catarina.

Ao tomar conhecimento do ranking, o procurador-geral de Justiça, Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior, celebrou a conquista e destacou o empenho da instituição e o compromisso com a transparência e a eficiência do Ministério Público do Amazonas. “A excelência conquistada é fruto do comprometimento de vários setores, sob a coordenação da subprocuradora-geral para Assuntos Administrativos, Lilian Stone. O reconhecimento do CNMP nos engrandece e nos motiva a continuarmos aperfeiçoando a transparência da instituição’, disse.

A avaliação teve como base os parâmetros definidos na 5ª edição do Manual do Portal da Transparência do CNMP.

whatsapp-image-2024-04-18-at-12-20-37

Foto: Divulgação

De acordo com o conselheiro do CNMP Antônio Edílio, a análise dos portais institucionais foi realizada com “absoluto cuidado e responsabilidade, levando em consideração as regras trazidas pela Lei nº 13.709 (Lei Geral de Proteção de Dados) e pela Resolução CNMP nº 281/2023, que instituiu a Política Nacional de Proteção de Dados Pessoais no Ministério Público”.

Ao anunciar o ranking, nesta terça, Antônio Edílio, informou que determinou à equipe da CCAF que realizasse estudo técnico visando a atualização do Manual do Portal da Transparência à legislação vigente. “Parabenizo todos os procuradores-gerais e demais membros e servidores envolvidos na manutenção dos portais”, finalizou.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 17 =