Manaus,
×
Manaus,

Amazonas

Conselheiro do CNJ João Paulo Schoucair realiza palestra para novos promotores do MPAM

A palestra debateu enfrentamento ao crime organizado e o Conselho Nacional de Justiça


O conselheiro nacional de Justiça João Paulo Schoucair conduziu palestra sobre a atuação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no enfrentamento ao crime organizado no Brasil, na tarde desta quarta-feira (15), durante o curso de formação para os novos promotores de Justiça do Ministério Público do Amazonas (MPAM).

whatsapp-image-2024-05-15-at-18-13-17

Foto: Hirailton Gomes

A palestra, conduzida pelo promotor de Justiça João Paulo Schoucair no auditório Gebes de Mello Medeiros, integra o ciclo de palestras previsto na programação do Curso de Ingresso dos novos membros do MPAM, organizado com o apoio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf).

Em sua fala inicial, o conselheiro João Paulo Schoucair fez uma breve contextualização sobre a atuação do CNJ no enfrentamento ao crime organizado no Brasil e lamentou como o país mata mais do que todos os que estão em guerra. “A vida vale pouquíssimo no Brasil. Nós não temos uma criminalidade organizada, nós temos máfias. Logo, precisamos qualificar a nossa atuação. A violência no Brasil é cíclica. Nós vivemos numa roda gigante. O que passou ontem vai acontecer hoje e vai se repetir amanhã”, discursou o promotor.

O promotor de Justiça também aconselhou os novos promotores de Justiça que, em breve, irão assumir suas futuras comarcas sobre a importância de atuar de forma coletiva. “Vocês não vão salvar o mundo, mas precisam dos colegas e da consulta ao procurador-geral de Justiça, porque, na hora que a água sobe e bate no teto, você precisa estar blindado”, orientou.

Finalizando a programação, no final da tarde, o promotor de Justiça do MPAM Felipe Fish palestrou sobre a atuação no combate à violência contra a mulher.

Sobre o curso

O curso de ingresso do Ministério Público do Amazonas objetiva fornecer capacitação prática aos novos promotores de Justiça, com o intuito de viabilizar uma atuação ética e eficaz. Durante o curso, com duração de 30 dias, os participantes têm a oportunidade de adquirir conhecimento sobre as ferramentas e procedimentos do Ministério Público, preparando-os adequadamente para desempenhar suas funções ministeriais com competência e responsabilidade.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 9 =