Manaus, 4 de julho de 2022
×
Manaus, 4 de julho de 2022

Registrando

Fernanda Catanhede é Procuradora-Geral do MPC/TCE-Am

A procuradora Fernanda Cantanhede foi empossada como a nova chefe do Ministério Público de Contas (MPC) em solenidade de posse que aconteceu na manhã desta terça-feira (21), no auditório da Corte de Contas amazonense


Com a presença de autoridades do Estado e do município, além de membros do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), a procuradora Fernanda Cantanhede foi empossada como a nova chefe do Ministério Público de Contas (MPC). A solenidade de posse aconteceu na manhã desta terça-feira (21), no auditório da Corte de Contas amazonense. O evento teve transmissão ao vivo pelas redes sociais do TCE-AM, além da transmissão pela Rádio Web do Tribunal.

(Foto: Divulgação)

A nova procuradora-geral ocupa a vaga deixada pelo procurador João Barroso, que esteve à frente do MPC nos últimos quatro anos, tempo máximo permitido em lei para o cargo. Ao assinar o termo de posse, Fernanda Cantanhede pontuou que deve basear seu mandato no diálogo e na participação ativa de procuradores, servidores e estagiários para prestar um bom serviço à sociedade e aos jurisdicionados.

“Essa será uma gestão baseada no diálogo. Estamos retomando nossas vidas pessoais e profissionais e, mais do que nunca, há a necessidade de união de todos que estão envolvidos no TCE e no MPC para continuar prestando um trabalho de excelência a todos. Pretendo me doar totalmente para que a gente possa continuar a nossa missão de coibir o desvio do recurso público, para que a gente possa ter uma sociedade que veja o retorno dos seus impostos totalmente aplicados para o bem estar da sociedade”, destacou a agora procuradora-geral do Ministério Público de Contas, Fernanda Cantanhede.

Responsável por empossar a nova procuradora-geral, o conselheiro-presidente do TCE-AM, Érico Desterro, destacou a parceria existente entre o Tribunal de Contas do Amazonas e o Ministério Público de Contas.

“A procuradora Fernanda Cantanhede é uma pessoa que conhece muito bem a Corte de Contas e o MPC. São 23 anos atuando pelo bem das contas públicas e, ultimamente, tem se dedicado a temas muito interessantes inclusive à questão da implantação da acessibilidade como regra na administração pública. Tenho com ela um excelente relacionamento e acredito que o TCE e o MPC marcharão sempre juntos com muito equilíbrio no controle externo”, destacou o conselheiro-presidente, Érico Desterro.

Foto: Divulgação

Deixando o cargo após quatro anos, o agora ex-procurador geral João Barroso desejou boa gestão à colega de MPC e fez um breve resumo das principais atividades realizadas durante sua gestão.

“Apesar de termos sofrido o impacto da pandemia, não paramos nesses últimos quatro anos. Fizemos diversas ações e trabalhos no campo do meio ambiente, infraestrutura e acessibilidade, com destaque para o campo da saúde. É com esse espírito público que o MPC se renova com a posse da nova procuradora-geral, Fernanda Cantanhede. Desejamos todo êxito e harmonia possível com os demais poderes e com o Tribunal de Contas do Amazonas”, disse o procurador João Barroso.

Trajetória

Eleita para o biênio 2022-2024, Fernanda Cantanhede Veiga Mendonça é procuradora do MPC há 23 anos, quando foi empossada em junho de 1999. Nestes anos, a procuradora atuou em diferentes áreas, se destacando na coordenadoria de “Infraestrutura e Acessibilidade”, cargo do qual ocupava até o momento.

Nomeada pelo governador Wilson Lima, Fernanda Cantanhede é formada em direito e pós-graduada em Direito Civil pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Antes de chegar ao Ministério Público de Contas, também foi procuradora efetiva da Ufam.

A solenidade foi acompanhada pelos conselheiros Yara Lins dos Santos; Mario de Mello, representando a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon); Josué Cláudio e Fabian Barbosa, além dos auditores Luis Henrique e Mário Filho.

Também estiveram presentes Flávio Cordeiro Filho, chefe da Casa Civil do Governo do Amazonas, representando o governador Wilson Lima; o desembargador João Abdala Simões, representando o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM); o deputado Roberto Cidade, presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM); o procurador-geral de Justiça do Amazonas, Alberto do Nascimento Júnior; o chefe da Casa Civil municipal, Rafael Lins, representando o prefeito de Manaus, David Almeida; o defensor-público geral do Amazonas, Ricardo Queiroz de Paiva; o presidente da OAB Amazonas, Jean Cleuter Mendonça, além de Antonio Carlos da Silva, presidente da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam).

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code