Manaus, 23 de outubro de 2021
×
Manaus, 23 de outubro de 2021

Registrando

Advogado de Luisa Mell pede prisão provisória do ex-marido

Ativista em defesa da causa animal entrou com ação protocolada por Angelo Carbone na tarde de segunda-feira (11) com base na Lei Maria da Penha


A ativista em defesa animal Luisa Mell entrou com um pedido de prisão provisória contra o ex-marido, o empresário Gilberto Zaborowsky na tarde de segunda (11). A ação foi protocolada pelo advogado de Luisa, Angelo Carbone, com base na Lei Maria da Penha. Ela já tem uma medida protetiva contra o ex, que não pode se aproximar a menos de 500 metros da ativista, nem entrar em contato com ela. A medida, contudo, teria sido o suficiente. Segundo Luisa, o empresário continua procurando Luisa e fazendo ameaças à sua integridade física através de telefonemas sem identificação.

(Foto: Divulgação)

Com acesso à petição na tarde desta terça-feira (12), na qual Angelo Carbone cita ocasiões em que Gilberto teria sido agressivo ou ameaçado Luísa. “O querelado (Gilberto) continua a pressionar a mesma (Luisa), continua a telefonar de prefixos sem identificação, afirmando que ela não perde por esperar (ameaça verbal – violência doméstica). Existem testemunhas que presenciaram as agressões verbais (violência doméstica) e posteriores à determinação de Vossa Excelência deferida em parte“, diz o trecho inicial da ação.

Na ação, a defesa de Luisa alega ainda que “o temor aqui é que ele (Gilberto) venha a agredi-la (Luisa) fisicamente ou até matá-la”. Segundo a petição, o empresário é “dependente de drogas e com um poder incalculável financeiro” e “aduz que vai fazer justiça com as próprias mãos”. “O temor da querelente (Luisa) chega ao extremo de temer sair de casa, teme pelo filho do casal que o mesmo (Gilberto) afirma que vai levar e que vai sumir do Brasil e a mesma (Luisa) não consegue dormir“, diz outro trecho da petição.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code