Manaus,
×
Manaus,

Cidade

Iphan-AM e Arquidiocese assinam ordem de serviço para reforma de igrejas históricas

Durante seis meses, técnicos e profissionais do instituto trabalharam para desenvolver os projetos arquitetônicos


Com projetos básicos, executivos, orçamentos e planilhas desenvolvidas pela Prefeitura de Manaus, via Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), nesta quarta-feira (31), foi assinada a ordem de serviço para realização de reforma de igrejas históricas da capital.

implurb-igrejas-historicas-1

Foto: Phill Lima/Semcom

A assinatura foi realizada entre o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) Amazonas, com a Arquidiocese de Manaus, contando com recursos de emendas parlamentares da bancada federal, para obras nas igrejas da Matriz, na Nossa Senhora da Conceição, na Nossa Senhora dos Remédios e na de São Sebastião.

Para o arcebispo metropolitano da capital, Dom Leonardo Steiner, trata-se de um momento singular para a cultura, a fé e o patrimônio. “Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a disponibilidade da prefeitura, via Implurb, na execução dos projetos importantes para cuidar do nosso patrimônio, que é da cidade, mas também do Estado do Amazonas. E essa colaboração permitiu que o projeto pudesse caminhar e chegar até aqui. Sem essa assessoria e trabalho do Implurb não teríamos como encaminhar as obras”, afirmou o arcebispo.

Durante seis meses, técnicos e profissionais do instituto trabalharam para desenvolver os projetos arquitetônicos, executivos, especificações e orçamentos visando a recuperação e revitalização dos bens. O Iphan-AM fez, ainda, os editais e a licitação para as obras.

O diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente, frisou que o prefeito David Almeida tem como determinação a valorização, valoração e investimento no patrimônio cultural da capital, o que se consolida em mais uma ação com a reforma das igrejas históricas. “Temos um termo de cooperação com o Iphan-AM e alinhamos nossas ações, e agora começam as obras efetivamente. Contamos ainda com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas e o Implurb segue à disposição da Arquidiocese, Iphan e da cidade de Manaus para contribuir, reabilitar e resgatar parte da história edificada, da história social e da história arquitetônica do centro da capital”, afirmou Valente.

Ele acrescentou que a esses projetos se somam outras intervenções, como as do “Nosso Centro”, já em obras, como o mirante Lúcia Almeida, casarão Thiago de Mello, largo de São Vicente e Píer Turístico, além dos retrofits de projetos habitacionais desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Semhaf), trabalhando junto ao Ministério das Cidades. “O prefeito David Almeida tem o compromisso em melhorar a qualidade de vida, a urbanidade, em resgatar e reabilitar o nosso Centro, que vai retomar a pujança que tinha e merece voltar a ter. As reformas das três igrejas se somam a essa nova dinâmica promovida na gestão atual, beneficiando a sociedade até o turismo religioso”, completou.

Para a superintendente do Iphan-AM, Beatriz Calheiros, a assinatura da ordem de serviço é uma realização importante para a capital, a partir da disponibilidade de uma emenda da bancada federal do Amazonas e que beneficia o patrimônio histórico amazonense.

“Todos aqueles que são recebidos aqui, a partir do turismo, das atividades artísticas e culturais, da religião, são envolvidos pelo significado desses edifícios para a nossa cidade, olhando para o rio, recebendo a população do interior, tantos trabalhadores, pescadores, visitantes, um lugar de fé, um lugar que independente das crenças recebe tantos”, disse a superintendente.

Beatriz ressaltou que esse patrimônio é vivo e vai além da edificação, possibilitando o aconchego, o consolo e a identificação enquanto amazonenses e manauaras. “É sobre a nossa história que nós estamos falando. Essas igrejas são centenárias e há mais ou menos 20 anos não passam por reformas estruturantes, incluindo recursos e atualizações como combate a incêndio, sistemas de vigilância, hidráulica, acessibilidade, e outros bens. E essa reforma será um marco para nossa história”.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 8 =