Manaus, 2 de julho de 2022
×
Manaus, 2 de julho de 2022

Geral

Projeto do Amazonas é contemplado no Natura Musical


O Amazonas está confirmado no Natura Musical. Entre 2.617 inscrições de todo o Brasil, o documentário “A Poética dos Beiradões”, da Cauxi Produções, foi selecionado para o programa que oferecerá R$ 4,9 milhões em patrocínio para os artistas, bandas e coletivos culturais, com o apoio da Lei Rouanet e das leis estaduais de incentivo à cultura (ICMS) da Bahia, de Minas Gerais, do Pará e Rio Grande Sul, além de São Paulo.

Contemplada pela segunda vez no Natura Musical, a Cauxi Produções vai apresentar ao Brasil os músicos dos beiradões por meio de nomes como Teixeira de Manaus, André Amazonas, Magalhães da Guitarra, Oseas da Guitarra e Chico Caju.

“O documentário conta com entrevistas e relatos de músicos cujas trajetórias musicais remontam à década de 1980 aos dias atuais. São dados históricos, leituras e releituras de músicas que ficaram consagradas no meio artístico amazonense, realizadas pelos próprios artistas remanescentes e músicos da atual geração”, explica o produtor cultural Rafael Ângelo, idealizador do projeto e também guitarrista da banda Alaídenegão. “O objetivo é conhecer e reconhecer esta maneira de fazer música com sotaque próprio, carregada de intensas trocas culturais, em um lugar propenso à criação de novas sonoridades”.

Representante do Estado

“A Poética dos Beiradões” coloca a Cauxi Produções novamente como única representante do Estado no programa. Em 2012, a produtora foi selecionada por conta da pesquisa “Música das Cachoeiras – Do Alto Rio Negro ao Monte Roraima”, que, inserida na categoria “Pesquisa e Documentação”, evidenciou cantos dos festejos de povos tradicionais da Amazônia Ocidental em um livro-CD. O registro reuniu manifestações musicais do povo do Monte Roraima, como canto Parischéra e Oareba, dos Taulipang, Macuxi, Hedéha, Keédena e Uaixamá dos Yekuaná.

“A primeira vez que ganhamos o edital, tivemos a oportunidade de mostrar a música indígena feita no Norte do Brasil e, agora, o nosso projeto traz o resgate e valorização da música tradicional no Amazonas por meio do diálogo com grandes nomes”, afirma o produtor e músico Davi Escobar. “O beiradão é um grande guarda-chuva, que abriga vários ritmos como lambada, cumbia, merengue e guitarrada e todos estão ali pela valorização da cultura, com letras que tem a vivência do caboclo e do homem moderno, é a mistura da floresta com a cidade”.

Você também pode gostar...

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Portal Mazé Mourão. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou conteúdo difamatório.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code